• Entrar
  • Cadastrar
Cuidados que você precisa ter com as comidas da ceia de Natal e Ano-Novo para não azedar a sua festa

As festas de fim de ano são recheadas de muita comida boa, mas é preciso ter alguns cuidados para aproveitar sem problemas no dia seguinte

A mesa cheia de comidas da ceia pode esconder problemas se não tiver cuidado

Dezembro é o mês das festas, das ceias de Natal e das comidas da sorte no Ano-Novo. A fartura na mesa nunca falta e é comum passar o dia inteiro na cozinha com a família para preparar todos os pratos típicos desta época do ano. É um momento descontraído, mas que infelizmente pode trazer descuidos com os alimentos. E para ir disso até alguma contaminação ou intoxicação alimentar não é difícil, não importa o quão experiente a pessoa seja na cozinha. Para evitar que todos os pratos deliciosos azedem e estraguem o seu feriado, confira no TudoGostoso os cuidados que você precisa ter na hora de preparar as ceias de fim de ano.

Higienização das frutas, legumes e verduras da ceia

Batata e cenoura para o peru de Natal, folhas para a salada, frutas para o pavê de morango e para o bombom de travessa, uma ceia de Natal completa pede ingredientes até demais. Na pressa para deixar tudo pronto, podemos acabar deixando a higienização das frutas, legumes e verduras de lado ou só passando uma água e achando que está bom.

Só que a limpeza desses ingredientes é fundamental para tirar todas as sujeiras e bactérias dela. Não fazer isso dá a chance para que elas contaminem não só aquele alimento, mas todo o prato. Você precisa seguir o passo a passo certo para lavar frutas usando a solução de hipoclorito ou água sanitária e ter cuidado redobrado ao higienizar o repolho, alface e outras folhas.

Alimentos que azedam fora da geladeira

As ceias de Natal e Ano-Novo costumam durar algumas horas entre repetições de pratos até conseguir provar todas as delícias festivas da mesa enquanto se diverte com a família. O problema é que muitos dos pratos prediletos dos brasileiros nessas festas são bastante sensíveis e não podem ficar muito tempo fora da geladeira. Ainda mais nesse calorão de dezembro. Receitas com maionese ou ovos crus, como o queridinho salpicão e a própria salada de maionese não devem ficar mais do que duas horas fora da geladeira. Nem a rabanada se salva dessa regra!

O próprio peru ou frango assado também não devem ficar na mesa por muito tempo além disso. Caso se antecipe preparando mais cedo, guarde tudo na geladeira e leve à mesa por último. No caso de pratos quentes, tire da geladeira e leve ao forno a 75ºC para ficar na temperatura certa e livre de bactérias.

Alergias e restrições alimentares da família

Ceias são refeições em família e é importante que elas estejam prontas para receber todos os convidados. Mesmo quando falamos de família é sempre possível que alguém tenha uma alergia que não sabia antes ou uma mudança na dieta de um ano para o outro. É sempre bom perguntar sobre intolerâncias, alergias e restrições alimentares para poder adaptar um prato ou outro e garantir que ninguém vai passar fome.

Isso vale especialmente para aquela receita comum que você gosta de colocar um “toque especial” seu, já que esse ingrediente diferente pode causar alguma reação em alguém desavisado. E se você se propor a preparar um prato livre de alergênico, tenha cuidado com contaminação cruzada ao usar mesmos talheres ou panelas de outras receitas.

Procedência dos ingredientes frescos

A procedência dos ingredientes que você compra é outro fator que pode levar a contaminações, especialmente em ingredientes frescos ou mais perecíveis, como o caso do bacalhau de Natal. Preste sempre atenção aos sinais para saber se o peixe está fresco antes de comprar, mesmo se for do já embalado. Isso garante não só que a sua receita de bacalhoada vai ficar mais gostosa, como evita as consequências de comprar um peixe velho no mercado.

Armazenamento adequado das sobras

Acabou a ceia, hora de trocar os presentes e descansar… Mas calma aí! Nada de deixar a comida na mesa até todo mundo ir embora. Mesmo se não for um prato muito sensível como mencionamos anteriormente, é importante guardar toda a comida muito bem e o quanto antes para impedir bactérias e insetos de fazerem a festa às suas custas. O que for mais perecível deve ir direto para a geladeira. Se não pretender comer tudo nos próximos dias, guarde no congelador tudo que for possível para durar mais. O que não precisar ir para a geladeira, como aquelas nozes e castanhas para petiscar, deve ser armazenado em potes hermeticamente fechados e longe do sol e umidade.

Veja mais:
Por que comemos peru no Natal? Veja a história e o significado desta tradição
20 receitas de Natal com frango para uma ceia festiva completa, econômica e deliciosa
8 coisas espetaculares que você só vai ver no Natal do Brasil

Temas relacionados