• Entrar
  • Cadastrar
Coma isso e sorria: essa é a proteína do bom humor, segundo especialista em hormônios femininos

Especialista em Hormônios Femininos lista os alimentos que não podem faltar na sua dieta para garantir o seu humor e destaca o poder dos peixes

Saiba como o peixe pode influenciar no seu humor (Foto Shutterstock)

Você tem incluído o peixe no seu cardápio com mais frequência? Saiba que o consumo dessa proteína traz muitos benefícios para a saúde e até mais que qualquer outro tipo de carne. Além de ser importante fonte de vitaminas, os peixes são ricos em ácidos graxos e ômega 3, nutriente essencial para a manutenção de diversas funções vitais do organismo.

Outro importante ganho no consumo do peixe é a sua associação à saúde cognitiva: sim, o peixe é bom para a memória.

E não para por aí. De acordo com Isabela Fortes (@fortes_isabela), pesquisadora sobre Hormônios Femininos, o peixe é um dos alimentos mais poderosos para o bom humor. E você vai entender os motivos a seguir!

Melhores tipos de alimentos para o bom humor

A saúde mental requer saúde biológica, afirma a especialista. O corpo precisa de determinados nutrientes para liberar os neurotransmissores do bom humor. "Claro que é pra continuar a terapia, o remédio, se for necessário, fazer exercício e dormir. Mas sem os blocos de construção da química cerebral (aminoácidos) o seu humor vai continuar sofrendo", afirma.

Segundo ela, o que está na ponta do seu garfo pode influenciar - e muito - no seu humor. E qual é a comida de bom humor número 1? A proteína! Isso porque o corpo precisa de aminoácido para produzir os neurotransmissores.

Em segundo lugar, a especialista cita o ômega 3, ou seja, gordura de boa qualidade, principalmente vinda de peixe ou óleo de peixe. Em seguida, verduras e legumes. "Às vezes a gente complica demais quando precisamos é de comida de verdade, nem demais e nem de menos", afirma.

Por que as proteínas são melhores opções para o bom humor?

Ao citar a proteína como melhor "comida do bom humor", Isabela Fortes esclarece: "Sem proteínas, não somente o seu humor vai paro o saco, como todo o resto do seu corpo físico. Sem proteínas, você não consegue se sentir otimista, entusiasmada, calma ou confortada."

O consumo de proteína diário deve variar entre 20 a 30 gramas por refeição. Para uma mulher acima dos 40, deve-se considerar o limite superior. "Isso significa, pelo menos, uma porção de proteína do tamanho da palma da sua mão, três vezes por dia", orienta.

O poder do peixe na dieta do bom humor

A especialista sugere comer peixe, pelo menos, duas vezes por semana. Os motivos para colocar o peixe como o primeiro lugar na lista de alimentos ricos em proteína são vários.

"Ele é rápido de preparar, fácil de digerir, e contém, além dos 22 aminoácidos, ômega 3, o tipo de gordura que o seu corpo precisa para formar corretamente as células do cérebro, dos olhos, do revestimento das artérias, entre outras coisas", lista ela.

Outros nutrientes presentes no peixe reforçam a escolha da pesquisadora, como as vitaminas e minerais como cálcio, magnésio, potássio.

Como desintoxicar o organismo do mercúrio presente no peixe

Você deve estar se perguntando sobre os riscos de comer muito peixe devido aos efeitos do mercúrio no organismo. "Sim, a nossa cadeia alimentícia está bem contaminada de milhões de metais pesados, pesticidas, porcarias e, sim, temos que prestar atenção. Mas se a gente focar demais nas toxinas, não sobra nada para comer", explica ela.

De acordo com o FDA americano (agência reguladora ligada ao departamento de saúde do governo norte-americano), é possível comer com segurança até um quilo de frutos do mar por semana, apesar das advertências sobre o mercúrio.

"A minha sugestão é comer o peixe com uma deliciosa guarnição de coentro, de preferência orgânico, porque o coentro é um eficaz desintoxicante de mercúrio. Aliás, come o máximo de coentro que conseguir para dar uma força no seu corpo para desintoxicar tanto os metais pesados como pesticidas", aconselha.

Peixe enlatado não faz mal para a saúde?

Sardinhas, salmão, enlatados ou atum são rápidos de preparar e muito saborosos. E lata não faz mal? "É, mas o peixe ainda faz bem. Entre comer uma salada de atum enlatado e o joelho na padaria da esquina, o atum ainda ganha. Eu sempre tenho umas latas à mão para emergências", garante.

Ela ainda compartilha informações relevantes sobre depressão: "A taxa de depressão em todo o mundo corresponde à quantidade de peixes consumido. Vi um estudo que dizia que os japoneses comem 10 vezes mais peixe do que os americanos e também tem 10 vezes menos depressão."

O ponto é que comer peixes e frutos do mar é bom para o seu humor. "Entre comer um peixe fresco e um enlatado, escolha o fresco. Mas entre comer um peixe enlatado e escolher uma pizza, o peixe, mesmo com as toxinas da lata, ainda ganha." Ela compartilha mais informações detalhadas no podcast Soul Bela.

Veja mais!

Afinal, pode comer pele de salmão? Aqui está a resposta definitiva!

Salmão é a melhor escolha para turbinar sua inteligência: veja como preparar do jeito certo.

Temas relacionados