• Entrar
  • Cadastrar
Ômega 3: consigo os benefícios através da alimentação ou é preciso suplementar?

Ômega 3 tem vários benefícios para a saúde e pode ser ingerido através de alimentos naturais ou em forma de cápsula. (Crédito: Shutterstock)

Gordura boa encontrada em peixes e óleos vegetais, o ômega 3 é um tipo de ácido graxo que oferece inúmeros benefícios para o corpo. Ele ajuda a prevenir doenças cardiovasculares como a pressão alta e o infarto, fortalece a musculatura, reduz o colesterol ruim e até os riscos de câncer.

O ômega 3 também é indispensável para diversas fases da vida. Na velhice, pode auxiliar o declínio mental relacionado à idade. Em mulheres grávidas, colabora com a prevenção de depressão pós-parto. Como o ômega 3 ajuda no processamento mental, ele também vira um aliado de jovens estudantes que tanto precisam se concentrar e fixar conteúdos na memória.

Na infância, essa gordura do bem pode auxiliar no amadurecimento do sistema nervoso central em casos de hiperatividade, por exemplo. Ou seja, não importa a idade: todo mundo deve ingerir esse rico elemento em sua vida.

Onde encontrar ômega 3: da alimentação às cápsulas

Peixes marítimos, sementes e óleos vegetais são boas fontes de ômega 3. (Crédito: Shutterstock)

Na alimentação, é possível ingerir o ômega 3 em peixes marítimos como truta, atum, sardinha e peixe branco. O óleo ou as sementes de linhaça, o óleo de fígado de bacalhau, as nozes e as sementes de chia também são fontes desse nutriente.

Mas se sua dieta não anda tão saudável e equilibrada assim, o ômega 3 pode ser consumido em cápsulas, para facilitar o uso em uma rotina muito corrida. Consumindo de 500 a 3000 mg de ômega 3 por dia, você vai conseguir aproveitar ao máximo os seus benefícios.

Quanto ingerir de ômega 3?

Para se obter os benefícios do ômega 3 de forma eficiente, não vale abusar das quantidades. Mas então qual a dose ideal? A pergunta não tem uma resposta fixa. Varia de cada organismo, da alimentação que se tem e até das necessidades de cada pessoa. A grosso modo, a necessidade média vai de 500 a 3000 mg.

Por isso, se você já ingere peixes e alimentos que têm o ômega 3 em sua composição, talvez não seja o caso de adicionar uma cápsula diária à sua rotina. Na dúvida, procure um nutrólogo ou nutricionista, profissionais capacitados a te ajudar na suplementação e na alimentação.

Veja mais:

Anemia: combata a doença investindo nesses alimentos

Vinho faz bem pro coração? Descubra se a bebida pode afastar doenças cardíacas!

Alimentos ricos em vitamina B12: confira boas opções para ter mais disposição e prevenir doenças!

Temas relacionados