• Entrar
  • Cadastrar
Dá para comer cuscuz na dieta para emagrecer? Saiba qual é o melhor horário para consumir

Nutricionista fala algumas verdades sobre o cuscuz na dieta de emagrecimento e dá orientações para o melhor aproveitamento do alimento. 

Nutricionista fala a verdade sobre o consumo do cuscuz na dieta para emagrecer (Foto: Shutterstock)

Na polêmica do pãozinho, tapioca e cuscuz na dieta para emagrecer, nenhum dos três escapam. Há sempre quem defenda uma dessas opções e há sempre quem condene. O que fazer diante de tantas opiniões de especialistas? O ideal é sempre considerar o que é melhor para o seu caso, para a sua saúde. E por isso, por mais que soe repetitivo, quem vai te dar a melhor orientação é um especialista.

Mas se você é fã de cuscuz e tem curiosidade para saber se pode ou não incluir esse prato no cardápio de emagrecimento, você terá uma resposta sincera por aqui. Antes, é importante considerar que o cuscuz é uma mistura de farinha de milho que pode aparecer em diversas receitas, como ovo, carne seca, tomate, azeitona, manteiga e outras opções de ingredientes.

E esse é um dos motivos que assustam: será que com tantos acompanhamentos, o cuscuz não é um vilão para quem deseja perder peso? Veja o que diz um especialista no assunto e descubra se pode ou não incluir o alimento na sua dieta.

Pode comer cuscuz na dieta para emagrecer?

O cuscuz é um carboidrato de rápida digestão e por este motivo ele pode ser incluído no cardápio de forma estratégia como fonte de energia. "Ele pode fazer parte de uma dieta para emagrecer, porém com quantidade controlada", afirma a nutricionista Leticia Carbinatti ao Sport Life.

"Por ser feito de milho, não contém glúten, sendo uma boa alternativa para substituir pães e bolos. Por outro lado, o milho contém alta quantidade de carboidrato pela base ser amido e de alto índice glicêmico", acrescenta.

E como não oferece um aporte de vitaminas, minerais e proteínas, ao ser preparado com uma fonte de proteínas, tais como ovos, peixes, frango, carne, hummus e tofu, ele passa a ser um alimento mais nutritivo.

"Se o objetivo é emagrecer e considerar uma dieta de 1500 kcal, o recomendado é consumir até duas vezes na semana", afirma.

Como opção, sugere uma porção de 30g de cuscuz hidratado acompanhado de uma fonte de proteína, como dois ovos e alguma semente para lentificar o processo de digestão e dar mais saciedade. "Como chia e semente de girassol", orienta.

Saiba qual é a composição nutricional do cuscuz

É importante conhecer a composição nutricional deste alimento queridinho da mesa de tantos brasileiros e, para muita gente, essa pode ser a despedida do pãozinho no café da manhã.


A cada 50g de cuscuz desidratado, você possui:

  • 38g de carboidrato
  • 4g proteína
  • 2g fibra
  • 0,5g de gordura
  • 170 kcal


"Quando o cuscuz está hidratado, o peso sobe para 150g com a adição da água, diminuindo a quantidade de carboidrato por porção", aponta a especialista.

Qual o melhor horário para comer cuscuz para emagrecer e para o treino (pré o pós)?

Segundo a nutricionista, ao considerar o plano de emagrecimento, o ideal é não consumir o cuscuz no café da manhã por ser a primeira refeição depois de um período em jejum. "Portanto, não é recomendado comer o cuscuz nessa hora por ser de alto índice glicêmico, causando um pico de insulina e conversão rápida de açúcar no sangue", esclarece.

E esse processo leva a uma maior facilidade para o ganho de peso. Segundo Leticia Carbinatti, uma boa recomendação é ingerir o alimento como acompanhamento do almoço substituindo o arroz e o macarrão. "Ou no lanche da tarde, acompanhado de um frango desfiado", sugere.

Para quem pratica atividades físicas, o cuscuz é uma boa opção para um pré-treino por ser fonte de carboidrato de rápida absorção. "Se você está pensando em um pré-treino em um período curto, 40 minutos ou menos, antes do treino, o cuscuz terá um efeito benéfico como fonte de energia."

Veja quais são as opções saudáveis de cuscuz

Costuma ficar na dúvida de quais são os tipos de cuscuz mais conhecidos e quais são as melhores opções para uma alimentação mais saudável? Veja algumas opções que você pode incluir no cardápio. A especialista listou os tipos de cuscuz considerando os benefícios para a saúde, não levando em conta as calorias em uma mesma porção.

Cuscuz Nordestino

A receita do cuscuz nordestino é preparada com a farinha flocada mais fina. É comum ser acompanhada de uma proteína, como queijos, ovos ou leite. No preparo, é usado apenas água e sal ou uma colher de chá de manteiga.

Cuscuz Paulista

Embora tenha entrado na lista da pior comida do Brasil, o tradicional cuscuz paulista é muito nutritivo. Ele é feito com flocos de milho e no preparo são acrescentados muitos outros ingredientes.

Cuscuz Marroquino

O cuscuz marroquino é preparado com sêmola de trigo, que contém glúten e é considerado mais inflamatório.

Veja mais!

Como fazer cuscuz no micro-ondas: preparo rápido e prático para qualquer refeição.

O que fazer com flocão de milho? Veja benefícios e receitas que vão além do cuscuz

Temas relacionados