• Entrar
  • Cadastrar
Esse é o único azeite de oliva que reduz o risco de mortalidade e melhora o coração, de acordo com a ciência

Estudo analisou por dez anos o efeito do consumo de azeite de oliva virgem e extravirgem para descobrir qual oferece menor risco de mortalidade.

Saiba qual azeite de oliva é mais indicado para prevenir doenças cardiovasculares e câncer. (créditos: shutterstock)

O azeite de oliva é uma das melhores opções para substituir o óleo de cozinha. Porém, em meio a tantas categorias, sempre surge uma dúvida sobre qual tipo é o mais saudável. Para descobrir a resposta, um estudo realizado por pesquisadores espanhóis, publicado na revista científica European Journal of Clinical Nutrition, analisou as diferentes categorias de virgem e extravirgem para descobrir qual a relação entre o consumo de azeite e a mortalidade a médio e longo prazo. A pesquisa concluiu que, embora os dois ingredientes sejam mais benéficos que outras gorduras, apenas um deles ajuda a reduzir a chance de câncer e doença do coração. Veja a seguir qual o tipo de azeite mais saudável e como incluí-lo em suas refeições.

Estudo mostra que consumo de azeite virgem reduz o risco de mortalidade

Um estudo feito por pesquisadores espanhóis concluiu que o azeite de oliva do tipo virgem ajuda a reduzir riscos de morte por câncer e doenças cardiovasculares. Para chegar a esse resultado, os cientistas acompanharam alimentação e estado geral de saúde de 12.161 pessoas adeptas da Dieta do Mediterrâneo, rica em frutas, vegetais, grãos, oleaginosas e óleo de oliva. A análise ocorreu entre os anos de 2008 a 2019 e, durante esse tempo, foram registradas entre os voluntários 143 mortes cardiovasculares e 146 mortes por câncer.

Após 10 anos de análise, os pesquisadores observaram que o consumo moderado de azeite de oliva virgem reduziu pela metade o risco de mortalidade cardiovascular. Isso porque as pessoas que fazem uso desse tipo de azeite apresentaram menos problemas de saúde como doenças cardíacas e aumento do colesterol.

O estudo também observou que o consumo de azeite de oliva previne a formação de substâncias capazes de lesar as células do corpo. Assim, o ingrediente pode ter um efeito protetor contra o desenvolvimento de câncer.

Saiba como incluir o azeite de oliva na sua dieta


O azeite de oliva é usado para finalização de pratos como saladas, legumes e massas. Por ser um óleo vegetal com gordura monoinsaturada, ele também é o mais indicado para fritar alimentos e grelhar carnes. Além disso, o azeite pode ser consumido todos os dias. Só tenha cuidado para não exagerar, afinal, ele não deixa de ser um óleo. Nesse caso, a recomendação dos nutricionistas é de, no máximo, 2 colheres de sopa por dia.

Veja também:

Quer ver seu azeite render MAIS? Aprenda essa dica INCRÍVEL para economizar dinheiro

Dá para substituir óleo por azeite na receita de bolo? Veja a resposta no TudoGostoso

Óleo, azeite e manteiga: saiba quando usar cada um

Temas relacionados