• Entrar
  • Cadastrar
Cuidado! Você come esses alimentos e não sabe que são tóxicos. Veja como ingerir da forma certa

Confira o poder de toxicidade de algumas frutas e legumes, mas não precisa tirar do cardápio! Aprenda a comer da forma correta.

Veja lista de algumas frutas e legumes que contêm substâncias tóxicas (Foto: Shutterstock)

As frutas e legumes são alimentos essenciais e indispensáveis para a saúde. Não é novidade que esses grupos de alimentos costumam ser objetos de pesquisa e que já foram comprovados cientificamente inúmeros benefícios para prevenção de doenças envolvendo problemas cardiovasculares, diabetes e até câncer.

Mas embora as frutas e legumes sejam garantia de saúde - e por isso é importante saber como escolher os produtos certos nas compras e higienizar com as orientações corretas para ter maior segurança -, é necessário entender que alguns cuidados são necessários quando se trata de certas especificidades de determinados itens. Será que você conhece? Descubra a seguir!

Quais são as frutas e legumes tóxicos? Saiba como consumir!

Você não precisa se preocupar. As frutas e legumes continuam sendo necessários para uma alimentação equilibrada e saudável, principalmente por serem opções naturais e com inúmeros benefícios para o seu corpo. Mas é importante levar em consideração que alguns desses alimentos oferecem um poder de toxicidade se consumidos de forma errada.

  • Maçã: as sementes da maçã contêm uma pequena dose de amigdalinas que em contato com as enzimas do organismo liberam cianeto. E isso acontece quando a semente é mastigada. Embora não ofereça um risco à sua saúde no caso da ingestão em pequenas quantidades, não custa evitar. Para causar um real perigo, seria necessário a mastigação de milhares de sementes.

  • Mandioca: a raiz desse alimento contém substâncias capazes de se transformar em ácido cianídrico, que é extremamente perigoso à saúde. Desta forma, nunca consuma mandioca crua in natura.

  • Batata: ela possui uma substância chamada glicoalcaloide, principalmente nas suas folhas, caules e brotos. Por isso, a recomendação é descartar as batatas caso ela comece a desenvolver brotinhos. O teor de toxina pode apresentar riscos à saúde.

  • Amêndoas: caso não sejam tratadas de forma correta, garantida através da torragem e do cozimento, essas sementes do bem podem se tornar um risco porque possuem cianeto. Mas não precisa se preocupar, pois as amêndoas que são comercializadas passam por processos que neutralizam essa substância antes de chegarem ao consumidor.

  • Caju: é preciso ter cuidado ao consumir essa fruta in natura porque ela possui uma substância chamada urushiol, também encontrada em plantas como a hera venenosa. A ingestão pode gerar reações alérgicas. O caju processado ou cozido ajuda a eliminar essa possível ameaça.

  • Carambola: essa fruta é rica em oxalato, que é filtrado pelo rim e excretado pela urina. Para os rins, quanto maior a quantidade dessa substância, maior o risco de formação de oxalato de cálcio, mais conhecido como cálculo renal ou pedras nos rins. A recomendação é ingerir a fruta com moderação.

  • Lichia: se não estiver completamente madura, a lichia pode ser um perigo para o consumo, pois contém toxinas que podem reduzir potencialmente os níveis de glicose no sangue. Para quem já tem os níveis de glicose baixos no sangue ou estado de desnutrição, é fundamental evitar o consumo dessa fruta não madura.

Veja mais!

A maioria faz errado: veja como lavar repolho da forma certa.

7 alimentos que você tem em casa e nunca imaginou que ajudam a baixar pressão.

Temas relacionados