• Entrar
  • Cadastrar
Raiz de ouro: descubra os benefícios da rhodiola rosea, poderosa planta que melhora até o funcionamento do cérebro

Rhodiola rosea: saiba o que é, para que serve e os seus benefícios (Foto: Shutterstock) 

Você sabe o que é Rhodiola rosea e para que serve? Se soa como uma novidade, então descubra os seus benefícios para a saúde. Também conhecida como 'raiz de ouro' ou 'raiz dourada', ela é uma planta medicinal com o poder de se adaptar ao funcionamento do organismo.

Dentre os seus 'superpoderes', a Rhodiola rosea ajuda no aumento da resistência física, diminui efeitos do estresse tem ainda a capacidade de ajudar no melhor funcionamento cerebral.

Normalmente, a raiz de ouro é usada para tratar resfriados, anemia, depressão, ansiedade, fadiga mental, dores musculares e mais. Isso porque ela é uma planta rica em flavonoides, ácidos fenólicos e compostos como rosavina e salidrosida.

Conheça os benefícios da Rhodiola rosea

Como destacado anteriormente, a raiz de ouro oferece muitos benefícios para a saúde por vários motivos. Para entender melhor por que ela é diferenciada, confira abaixo mais detalhes sobre as suas propriedades, segundo o site Tua Saúde, da Rede D'Or.

  • Estresse e a ansiedade: é muito usada para reduzir o efeito do estresse e da ansiedade. Ela possui compostos que ajudam a promover um aumento controlado de endorfinas e que oferecem um sensação de bem-estar, por este motivo estimula o estado de ânimo na depressão.

  • Cansaço e fadiga: estudos apontam que ela diminui a fadiga, aumentando o desempenho tanto em tarefas físicas como mentais. Ainda não se chegou aos motivos reais desses efeitos.

  • Memória e concentração: melhora a capacidade de memória, concentração e aprendizado. Esses fatores podem estar relacionados com o maior suprimento de sangue para o cérebro, aumentando o poder de processamento e percepção.

  • Sistema cardiovascular: forte ação antioxidante que permite diminuir os danos do estresse oxidativo, levando a uma melhora da saúde cardiovascular.

  • Sistema imunológico: devido à ação antioxidantes (assim como o própolis), ela também é importante no fortalecimento do sistema imunológico, como no combate de infecções leves (resfriados ou a gripe).

  • Qualidade do sono: estudos realizados em locais de altas altitudes comprovaram que a planta ajuda a melhorar o sono, regulando os ciclos de sono-vigília e melhorando a qualidade de sono em geral.

  • Níveis de açúcar no sangue: estudos apontam que a planta reduz a absorção de carboidratos, o que ajuda o trabalho do corpo para manter os níveis de glicose controlados.

Como consumir a Rhodiola rosea?

Encontrada em lojas de produtos naturais e em farmácias de manipulação, a Rhodiola rosea costuma ser mais utilizada em forma de cápsulas com o extrato seco. Mas ainda é possível consumir a planta como chá ou ainda como suplemento vitamínico aliado a vitaminas do complexo B.

A dose recomendada como cápsula vai depender da concentração do extrato seco da planta medicinal, que pode variar de 100 a 600 mg por dia. Os especialistas orientam tomar durante a manhã.

Para a infusão de Rhodiola rosea, basta colocar 1 colher (de chá) da raiz em uma xícara de água fervente e deixar repousar por 4 horas. Em seguida, é só coar e beber até 2 vezes por dia.

No caso do uso com vitaminas do complexo B em forma de multivitamínico, o recomendado é o consumo de 2 cápsulas do dia, porém com orientação médica para definição da dose adequada.

É importante ressaltar que a raiz de ouro costuma ser contraindicada em estados de excitação e não deve ser utilizada por crianças, gestantes, lactantes ou pacientes com histórico conhecido de alergia a qualquer um dos componentes da planta, conforme informações do site da Rede D'Or.

Veja mais!

Cebola tem insulina? Descubra se quem tem diabetes pode comer o vegetal

Própolis verde alcoólico é o melhor? Entenda os diferentes tipos e usos.

Temas relacionados