• Entrar
  • Cadastrar
Omelete de rico mais cara que 300 ovos: descubra segredo da receita de restaurante francês e se a comida de luxo vale a pena!

Você pagaria por uma omelete que custa mais de 360 reais? Tem gente que sim! Descubra o que ele tem de tão especial

A omelete vendida em uma cidadezinha na França é uma das mais famosas do mundo (Créditos: Reprodução Instagram)

Dois ovos, um punhado de ingredientes que estão sobrando na geladeira misturados e aquecidos em uma frigideira. Fazer uma omelete pode ser muito simples, mas parece que nem todos concordam. Um restaurante francês parece que tem a fórmula da omelete perfeita, tão importante que é guardada a sete chaves e seguida fielmente há mais de um século. Agora, provar essa omelete não é para todos, já que seu preço pode ser mais salgado que o prato: 68 euros, o equivalente a cerca de 360 reais. Descubra no TudoGostoso onde essa omelete de rico é feita, porque ela custa tão caro e se vale a pena a experiência.

Que história é essa de omelete de rico?

Omelete é o tipo de receita que fazemos quando queremos uma refeição nutritiva e rápida. Na França, onde o prato surgiu, ele é levado mais a sério. No La Mère Poulard, um restaurante e pousada na ilha de Monte Saint-Michel, é servida uma omelete com reconhecimento mundial inclusive do guia Michelin. Ela segue à risca uma receita histórica desde 1888 que é mantida em segredo e apenas quem a prepara conhece todos os ingredientes e truques.

O nome La Mère Poulard não é apenas figurativo, mas representa a origem do prato. Ele significa “a mãe Poulard”, como era conhecida Anne Boutiaut Poulard, cozinheira e dona da pousada de Monte Saint-Michel entre os séculos 19 e 20. A cidade considerada uma ilha fica em uma área da França onde o acesso depende das marés. Como era impossível saber quando mais hóspedes chegariam ou conseguiriam ir embora, resolveram fazer omeletes como uma solução. A receita rápida era ideal para alimentar um grande número de pessoas ao mesmo tempo e servir de aperitivo enquanto esperavam o prato principal.

Curiosamente, com o tempo a omelete ficou mais conhecida que qualquer prato, ganhou fama nacional e tanto a receita como o local ficaram conhecidos pelo “a omelete da mãe Poulard”. O preparo cuidadoso e a fama da receita que continuou através de gerações viraram destaque ao longo dos anos entre especialistas e até em um artigo do guia Michelin e tudo isso foi responsável por deixar a omelete mais cara. O que era um prato para viajantes que se hospedavam lá hoje é quase uma omelete de rico que pessoas viajam só para provar.

A omelete chega a ser considerada uma atração turística da cidade e outros restaurantes locais tentaram incluir o prato no cardápio, mas nenhum chegou perto da fama da original. Existe até uma lenda que diz que candidatos à presidência que visitam Monte Saint-Michel e não comem a omelete perdem a eleição, baseada em alguns casos ao longo da história de políticos que provaram a iguaria e derrotaram aqueles que não fizeram o mesmo.

O La Mère Poulard serve o que é chamado de omelete suflê (Créditos: Shutterstock)

Por que a omelete do La Mère Poulard é tão cara?

Para experimentar o menu omelete do La Mère Poulard atualmente é preciso pagar 68 euros, o equivalente a cerca de 360 reais na cotação atual. Com esse dinheiro dá para comprar pelo menos 300 ovos aqui no Brasil! Já pensou quanta omelete dá para fazer com tudo isso? Mas calma que no restaurante francês o menu omelete vem mais do que apenas uma receita simples.

O valor garante uma refeição completa, com uma entrada, a omelete com trufa e uma sobremesa. A própria omelete também não é pequena e vale facilmente uma refeição cheia e bem servida. Também pode chegar lá é pedir apenas a omelete com um acompanhamento e pagar um preço entre 38 e 44 euros, algo entre 200 e 240 reais só por um prato.

O que tem de especial na omelete do La Mère Poulard?

A omelete do La Mère Poulard não segue a receita mais tradicional que conhecemos, apenas misturada com ingredientes e levada à frigideira em uma fina camada que pode ser dobrada ou enrolada. Ela usa uma receita conhecida como omelete suflê que fica mais fofinha e cremosa. Quem pedia a receita recebia como resposta da cozinheira que ela apenas quebrava uns ovos, batia bem, botava em uma panela com manteiga e mexia bem.

Mas reza a lenda que na receita de Poulard as gemas e claras são batidas separadamente até que as claras dobrem de tamanho e só depois misturadas. Depois é colocado um pouco de manteiga ou crème fraîche (um creme tipo nata) em uma frigideira e levado ao forno a lenha até derreter. Então a mistura volumosa é adicionada à mesma panela no forno a lenha, mexida e deixada para cozinhar. O resultado é uma omelete fofinha como nuvem que é colocada no prato e depois dobrada ao meio. O aroma tem um leve cheiro amadeirado por causa do forno a lenha.

No La Mère Poulard só tem omelete?

A omelete do La Mère Poulard é o carro-chefe, mas não o único item do cardápio. Lá tem saladas, terrines, veloutès, salmão, bife e mais entradas e pratos salgados. Para quem vai pela omelete, é possível escolher entre uma meia dúzia de opções de acompanhamento ou então optar por um dos menus de degustação da omelete com uma combinação única de sabores. Na parte de sobremesas vai encontrar clássicos franceses como tarte tatin, creme de baunilha com caramelo e sorbets de frutas da estação.

Veja mais:
ALMOÇO DE RICO com ingredientes simples e baratos? Faça essa receita deliciosa AGORA!
Esses restaurantes brasileiros têm estrelas Michelin e são deliciosos: descubra quais são e o que comer em cada
Receita de omelete: veja 20 opções e dicas de como fazer

Temas relacionados