• Entrar
  • Cadastrar
Manteiga ou margarina? Entenda o que está por trás da nova orientação da OMS

Veja como os fabricantes de margarina estão se mobilizando para conquistar mais pãezinhos na mesa dos brasileiros.  

Manteiga ou Margarina: por que OMS não recomenda a troca de uma por outra (Foto: TudoGostoso)

Manteiga ou margarina? A polêmica continua e o debate acalorado nas redes sociais é interminável. A dúvida sobre a melhor opção para consumo ganhou um novo capítulo depois de uma nova recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Tudo começou quando um novo posicionamento da OMS, considerando a margarina como alternativa mais saudável em relação à manteiga em alguns casos, ganhou as redes sociais.

A dúvida é: por que essa informação reacendeu quando os especialistas se dedicam há tantos anos a orientar o público a optar pela manteiga? Descubra o que está por trás da decisão.

Mudança na fórmula da margarina

Uma estratégia na composição da margarina foi tomada nos últimos anos envolvendo a alteração da fórmula dos produtos. As versões mais antigas costumavam ser produzidas com gordura trans, também conhecidas como hidrogenada, prejudiciais para a saúde do coração.

Ao site Boa Forma, a nutróloga e endocrinologista Lorena Balestra destaca que atualmente a maioria das margarinas disponíveis no mercado são isentas de gordura trans, e as que possuem, têm menos de 0,2%.

Por que a gordura trans faz mal para a saúde cardíaca

A gordura trans hidrogenada é comprovada como um importante fator de risco para doenças cardíacas ao elevar os níveis de colesterol ruim (LDL) e reduzir o considerado colesterol bom (HDL).

"A boa notícia é que, devido às pressões regulatórias e ao aumento da conscientização sobre os perigos da gordura trans, a maioria das margarinas modernas não contém mais esse ingrediente prejudicial. Portanto, a recomendação da OMS é baseada em margarinas que são livres de gordura trans."

Ciência aponta a melhor opção entre manteiga ou margarina

A nova posição da OMS em recomendar a margarina no lugar da manteiga está baseada nas evidências científicas recentes.

Segundo a médica, o produto fabricado sem gordura trans e à base de óleos vegetais, como o óleo de canola ou de girassol, tem se mostrado "consistentemente associada a melhores desfechos para a saúde cardíaca" em comparação com a manteiga.

"Do ponto de vista do perfil lipídico, a margarina parece ser uma escolha mais saudável", acrescenta. O que deve ser levado em consideração é que, apesar de a margarina possa se mostrar como uma boa escolha em termos de saúde cardíaca, o controle do consumo excessivo dos dois produtos continua sendo fundamental.

Relação da manteiga e margarina no ganho de peso

A manteiga e a margarina são fontes de calorias e gorduras, e esse fator contribui para o ganho de peso, como também para o desenvolvimento de problemas de saúde.

"A chave para uma dieta saudável é a moderação e a variedade", reforça a especialista, aconselhando o uso de óleos vegetais saudáveis, como o azeite de oliva, que é benéfico para o coração.

A recomendação da OMS se refere a uma sugestão para incluir a margarina como alternativa mais saudável em relação à manteiga em alguns casos. "É importante olhar as informações nutricionais para fazer a escolha correta para sua alimentação e seu objetivo nutricional", aconselha a nutróloga.

Veja mais!

Óleo, azeite e manteiga: saiba quando usar cada um.

Essa é a quantidade de azeite de oliva que você deve consumir por dia para reduzir o risco de morte por doenças.

Temas relacionados