• Entrar
  • Cadastrar
Que tal um bolo de noiva diferente? Esse é tradição em Pernambuco e ingrediente especial deixa a massa escura

Em Pernambuco, casamentos têm receita clássica de bolo que leva vinho, ameixa e frutas cristalizadas

Bolo de noiva pernambucano tem massa escura por causa do vinho, mas ganha camada de glacê como enfeite. (Crédito: Shutterstock)

Os bolos de noiva variam a depender dos donos do casamento. Vale incrementar o recheio com doce de leite, nozes, castanhas, brigadeiros variados e até geleias de frutas. Mas em Pernambuco quem manda é a tradição. O modelo do vestido, as flores do buquê, podem até mudar, mas o bolo de noiva permanece o mesmo.

A receita tradicional pernambucana tem como um dos ingredientes principais o vinho tinto, o que deixa o doce escurecido. À primeira vista, a massa lembra até a do brownie de chocolate, bem escuro.

História do bolo de noiva de Pernambuco

Bolo de ameixa é tradição que chegou com os ingleses a Pernambuco. (Crédito: Shutterstock)

Pesquisadores de Pernambuco perpetuam a história de que a receita do bolo de noiva chegou ao estado por colonizadores ingleses. A receita, contudo, foi adaptada aos ingredientes brasileiros. Sendo assim, a cereja cedeu sua vaga à ameixa, e o vinho do porto ao moscatel. Além das frutas cristalizadas, o chamado bolo de noiva pernambucano também ganhou um sabor a mais das passas.

Esse tipo de bolo ainda recebe uma cobertura de glacê, o que facilita na hora de ser servido nos casamentos, já que o rito de passagem tem como cor mais característica o branco. Cerimônias de batismo e aniversários também costumam usar a receita no estado.

Apesar da tradição, há quem inove no bolo e incremente a receita para deixá-la ainda mais saborosa. No agreste de Pernambuco, por exemplo, é comum incorporar à massa a goiabada. Há quem também cubra o bolo com brigadeiro de chocolate, o que deixa a receita com cara de casa de vó.

O curioso é que o bolo de noiva dá um trabalho danado para ser produzido! Só as frutas precisam marinar por pelo menos 48 horas no vinho para ganharem um sabor mais acentuado. Mas o ideal é que essa imersão chegue a 7 dias.

Veja mais:

Sobremesas brasileiras para casamento: 5 receitas deliciosas

Bem-casado: o passo a passo desta delícia que embala os casamentos

6 aperitivos para festas de casamento: confira

Temas relacionados