• Entrar
  • Cadastrar
Doce no sabor e nos nutrientes: conheça os benefícios do caqui

Muito confundido com o tomate, o caqui é uma fruta cheia de benefícios, muito saborosa e rica em nutrientes

Parece tomate, mas é caqui! Fruta tem sabor doce e é rica em nutrientes. (Crédito: Shutterstock)

De sabor adocicado e aspecto físico muito parecido com o tomate, o caqui é uma fruta que traz uma história curiosa por trás do seu nome. Em Portugal, a fruta foi batizada como dióspiro, que tem origem no grego e significa: alimento de Zeus. A divindade era considerada o deus mais importante da mitologia grega. Sendo assim, podemos considerar que a fruta é especial dado o seu sabor suave e a riqueza de nutrientes que contém em sua composição.

Quais os benefícios do caqui?

O caqui é uma excelente fonte de betacaroteno, vitaminas A e C para o organismo, o que ajuda na saúde dos ossos, a renovação das células que compõem os tecidos do nosso corpo e também a aumentar a nossa imunidade contra doenças.

O alimento também tem muitas fibras e, quando ingerido, é fornecedor de cálcio, ferro e fósforo para o corpo.

Quem ingere fibras em sua alimentação, tem como principal benefício um intestino que funciona bem. O cálcio e fósforo são fundamentais para a saúde dos ossos. Já o ferro auxilia na concentração, no fortalecimento de cabelo e unhas e na prevenção ao envelhecimento precoce.

Quais tipos de caqui existem?

Pelo menos quatro tipos da fruta se destacam no nosso consumo. As mais consumidas são: rama forte (parece muito com o tomate), taubaté, fuyu (conhecida por não conter sementes) e giombo, também chamado de caqui chocolate.

Quando o caqui está maduro?

Quem indica se a fruta está boa para consumo é ela própria, que adquire coloração vermelha ou laranja. Evite comer o caqui ainda amarelinho, pois ele será mais azedo do que se espera.

Veja mais:

Compota de caqui: confira a receita

Ômega 3 melhora a saúde do cérebro e do coração! Confira alimentos ricos no ácido graxo para incluir na alimentação

Mude o café da manhã para ter um coração saudável: veja dicas de Harvard e monte o seu cardápio!

Temas relacionados