• Entrar
  • Cadastrar
HARVARD alerta: departamento de nutrição lista as bebidas MAIS PERIGOSAS para a saúde

Especialistas de Harvard apontam quais são as bebidas mais perigosas para a saúde e a sua relação com diversas doenças. 

Refrigerantes estão na lista de piores bebidas para consumo. (créditos: Shutterstock)

Não é nenhum segredo que o consumo exagerado de bebidas alcoólicas oferece uma série de riscos para a saúde. Entretanto, o que muita gente não sabe, é que algumas bebidas sem teor de álcool conseguem ser ainda mais nocivas ao organismo. Quem afirma é o Departamento de Nutrição de Harvard, que lançou recentemente o Healthy Living Guide 2023/2024, um guia com as principais recomendações sobre alimentação e qualidade de vida.

No documento, os especialistas listam as melhores e piores bebidas de acordo com seus impactos na saúde. Segundo os especialistas, a água é sempre a melhor escolha para matar a sede. Por outro lado, as bebidas açucaradas e energéticas devem ser evitadas ao máximo. Todas essas informações estão presentes no site da Universidade Americana e disponível para consulta pública.

O TudoGostoso separou os principais pontos sobre a pesquisa. Confira os detalhes a seguir.

Guia de saúde de Harvard classifica refrigerantes e energéticos como piores bebidas de todas

Bebidas açucaradas, como refrigerantes, e bebidas esportivas e energéticas são consideradas as piores para a saúde. Para os pesquisadores, elas são a maior fonte de calorias e açúcar na dieta e podem acarretar uma série de problemas, dos quais podemos destacar:

  • Ganho de peso
  • Obesidade
  • Aumento do risco de diabetes tipo 2
  • Problemas cardíacos
  • Maior incidência de problemas cardíacos e doenças crônicas
  • Desgaste dos dentes
  • Risco de câncer
  • Aumento do colesterol e triglicerídeos
  • Acelera o processo de envelhecimento


Além do açúcar, essas bebidas são ricas em conservantes e aditivos químicos. No caso do refrigerante, uma das substâncias mais presentes é o ácido fosfórico (H3PO4), O composto é utilizado para realçar o sabor da bebida e aumentar o seu tempo de conservação. Entretanto, quando consumido em excesso, ele pode causar problemas cardíacos e renais, perda muscular e envelhecimento precoce.


As bebidas energéticas e esportivas, por sua vez, contêm uma quantidade de cafeína muito alta. Por isso, a ingestão em excesso pode alterar os batimentos cardíacos e prejudicar o ciclo do sono. A concentração de açúcar e, em alguns casos, corantes também é considerada bastante preocupante.

Sucos industrializados e bebidas dietéticas devem ser consumidos com moderação

Bebidas industrializadas e dietéticas são bem menos perigosas que os refrigerantes e energéticos. Contudo, os pesquisadores de Harvard também orientam que elas sejam consumidas em quantidade moderada. A maioria carece de fibras e, por essa razão, tendem a causar picos de açúcar no sangue. Neste grupo, podemos citar todas as bebidas de caixinha, enlatadas ou engarrafadas, como sucos de frutas, achocolatados e leites aromatizados.

O álcool também entra na categoria de bebidas que devem ser consumidas com moderação. Quando ingerido em grandes quantidades, ele aumenta os riscos de problemas cardiovasculares, inflamações no fígado e câncer. Bebidas alcoólicas também causam dependência e distúrbios comportamentais e cognitivos.

Veja também:

Conheça os alimentos que ajudam a sugar o açúcar do sangue
Substância presente em refrigerantes está associada ao câncer de mama, diz estudo. Veja qual tipo oferece mais riscos
Fuja desses 5 alimentos que detonam a sua pele: o segundo parece inofensivo, mas adeus colágeno (revelado por Harvard!)

Temas relacionados