• Entrar
  • Cadastrar
Cúrcuma: é isso que acontece com o seu corpo quando você ingere o tempero com frequência

Descubra como seu organismo reage quando você come cúrcuma, essa raiz poderosa e muito popular na culinária asiática!

Como nosso corpo reage ao consumo de cúrcuma? (Foto: Freepik)

A cúrcuma é um ingrediente milenar na história da humanidade: também conhecida por muitos como açafrão-da-terra, essa raiz é nativa do Sudeste Asiático e se tornou uma das bases da culinária asiática, especialmente da indiana.

Com uma cor vibrante alaranjada, ela tem benefícios para a saúde que vão te surpreender: com propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, além de um potencial anticancerígeno, segundo diferentes pesquisas científicas. Confira a seguir, em detalhes, o que acontece no seu corpo quando você ingere esse tempero poderoso:

1. Diga adeus a inflamações e doenças inflamatórias

O potencial anti-inflamatório da cúrcuma está relacionado especialmente a um componente dessa raiz, a curcumina. Estudos apontam que essa substância está diretamente ligada à inibição do NF-kB, um fator nuclear que é mediador-chave em processos inflamatórios.

Por isso, o consumo de cúrcuma é importante na prevenção e tratamento de doenças crônicas inflamatórias, tais como artrites e sinusites.

2. Organismo mais ativo no combate às doenças cardíacas

Outra ação importante da curcumina é o estímulo às enzimas antioxidantes do organismo: dessa forma, as defesas naturais do organismo são ativadas contra doenças relacionadas ao estresse oxidativo, como doenças cardíacas e neurodegenerativas.

3. Saúde digestiva em dia

A cúrcuma atua no sistema digestivo de diferentes formas: a produção de bile, realizada no fígado, é estimulada pelo seu consumo e, dessa forma, a digestão de gorduras fica mais eficiente.

As propriedades carminativas da cúrcuma também já foram evidenciadas pela ciência, amenizando o desconforto causado por flatulências e sensação de inchaço. Outras pesquisas também sinalizam que o aparecimento de úlceras gástricas pode ser combatido com o consumo de cúrcuma, uma vez que ela se mostrou capaz de reduzir os níveis de ácido gástrico e proteger a mucosa do estômago.

4. Potencial anticancerígeno

Os efeitos anticancerígenos da curcumina também estão sendo cada vez mais comprovados cientificamente: essa substância presente na cúrcuma atua impedindo a proliferação de células tumorais e inibindo a angiogênese, processo de formação de novos vasos sanguíneos responsáveis por irrigar os tumores.

5. Melhor regulação dos níveis de açúcar do sangue

A cúrcuma revelou ainda um grande potencial para regular os níveis de glicose no sangue, o que a torna benéfica para indivíduos com diabetes tipo 2 e até mesmo em quadros de pré-diabetes.

6. Alívio dos sintomas menstruais

No que diz respeito ao alívio de incômodos causados pelo ciclo menstrual, a cúrcuma também se mostra vantajosa. Devido às suas propriedades anti-inflamatórias e analgésicas, ela pode contribuir para a redução da dor, inchaço e outros desconfortos. Adicionalmente, a curcumina atua como moduladora hormonal, promovendo um equilíbrio mais estável ao longo do ciclo menstrual.

Veja mais:

- Não desperdice os benefícios da cúrcuma! Nutricionista revela duas estratégias fundamentais;

- Como saber se o açafrão-da-terra é puro? Teste fácil de fazer entrega se o tempero é falso ou verdadeiro.

Temas relacionados