• Entrar
  • Cadastrar
"À beira da extinção": uma triste notícia aos fãs de queijo Brie e Camembert

Queijos com casca branca, como o Brie e o Camembert, correm o risco de desaparecer - pelo menos do jeito que os conhecemos. 

Dois dos queijos mais gostosos do mundo estão prestes a entrar em extinção. (créditos: Shutterstock)

Dois dos melhores queijos do mundo correm o risco de entrar em extinção. A princípio, essa informação parece bastante inusitada, principalmente se tratando de um alimento. Mas se você é fã do Brie e Camembert é bom ficar atento, pois eles podem estar com os dias contatos. O principal motivo tem a ver com o seu método de produção e uma briga entre os fabricantes. Vem entender melhor essa história.

Queijo Camembert está prestes a desaparecer devido problemas na produção

O Camembert é um queijo macio, cremoso e com um sabor único. Ele possui um formato redondo e tem como principal característica a casca branca comestível que confere ao alimento um visual único. Esse queijo é produzido a partir do leite cru das vacas da raça normanda, originárias da região da Normandia, na França. Por isso, ele é bastante exclusivo, sendo considerado um dos mais sofisticados do mundo.

O processo de produção do queijo Camembert é muito minucioso. O primeiro passo é aquecer o leite a uma temperatura específica até que ele se transforme em coalhada. Após a coagulação, o queijo é moldado em pequenas formas redondas para a maturação. Durante esse processo, ele começa a desenvolver a sua crosta branca e macia, resultante do crescimento de fungos Penicillium camembert. É aí que está o problema.

Com o passar do tempo, o fungo utilizado para criar a crosta branca sofreu mutações que interferem na sua capacidade de produzir esporos. Sem fungo não há queijo, já que é a crosta que contribui para o sabor e aparência característica do Camembert. Por isso, mesmo que ele não desapareça da noite para o dia, será cada vez mais difícil de produzi-lo.

Casca do queijo brie também é feita a partir do crescimento do fungo

O Penicillium camembert também é utilizado para criar a casca branca do queijo Brie. Porém, diferente do Camembert, ele não tem uma fabricação tão exclusiva. Por isso, os produtores podem utilizar outras cepas com maior diversidade genética, o que facilita a produção desse queijo.

Contudo, o queijo brie feito com o mofo do Penicillium camemberti é bem mais saboroso. Além disso, utilizar fungos diferentes altera não só o gosto, mas também a cor da casca. De fato, queijos feitos com outras estirpes não possuem a crosta tão branca e macia.

Sendo assim, o queijo Brie pode não desaparecer por completo, mas a tendência é que ele deixe de ser como o conhecemos hoje em dia.

Mudanças na produção de Camembert têm levantado debates entre produtores do queijo

Se já não bastasse a questão dos fungos, a produção de Camembert também enfrenta outro impasse. Tradicionalmente, esse queijo só pode ser produzido com leite cru, não filtrado e com um teor de gordura de pelo menos 38%. Segundo os produtores, esses detalhes influenciam diretamente no seu sabor e textura.

Entretanto, nos últimos anos, algumas empresas se interessaram em fabricar o alimento de forma pasteurizado, ou seja, utilizando leite fervido. Essa mudança torna o processo mais barato, já que o leite pode ser extraído de diversas fontes e não apenas das vacas criadas na região da Normandia.

Para evitar que isso aconteça, os produtores de Camembert entraram com uma ação judicial para impedir que os queijos produzidos com leite pasteurizado seja considerado legítimo. Eles argumentam que a iguaria feita de forma pasteurizada perde a maciez característica e fica com um gosto menos apurado.

Produção pasteurizada tem prejudicado pequenos produtores de queijo Camembert


Após meses de batalha judicial, a corte francesa favoreceu os produtores tradicionais, assegurando que só seriam considerados legítimos os queijos produzidos com leite cru das vacas da Normandia. Contudo, durante essa briga, a produção pasteurizada conquistou bastante clientes devido aos preços mais em conta, o que prejudicou os pequenos produtores que vendem Camembert até 3 vezes mais caros.

Como resultado, as grandes industrias estão dominando o mercado, enquanto a produção artesanal está enfraquecido. Inclusive, alguns pequenos produtores acabaram vendendo suas marcas para empresas maiores. Por esse motivo, há um receio de que o Camembert tradicional deixe de existir ou seja engolido pela versão com leite pasteurizado.

Veja também:

Queijo Brie na massa filo: o aperitivo sofisticado que vai encantar seus convidados
Descubra como armazenar os queijos CHIQUES: brie, provolone e gouda!

Temas relacionados