• Entrar
  • Cadastrar
Pré-treino: o que comer para melhorar o seu desempenho de acordo com o tipo de exercício

Entenda como a alimentação influencia no desempenho durante o treino e quais alimentos consumir. 

Conheça os melhores alimentos para comer antes de treinar. (créditos; Shutterstock) 

A prática de atividade física é fundamental para manter um estilo de vida saudável. Mas para que o corpo esteja apto para realizar qualquer exercício, ele precisa de energia. Justamente por isso que a alimentação pré-treino é tão importante, pois o que comemos antes de começar a treinar determina o nível de disposição durante as atividades. Além disso, a escolha dos alimentos certos não influencia apenas no nosso desempenho, como também nos ajuda a alcançar nossos objetivos com mais saúde e segurança.

Saiba quais alimentos comer para melhorar o rendimento nos treinos e quais devem ser evitados.

O que comer no pré-treino?

Segundo a Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBME), é importante priorizar o consumo de carboidratos antes de realizar exercícios. Os macronutrientes criam uma reserva de energia nas nossas células que melhora o desempenho e aumenta a resistência.

Para as atividades de alta intensidade, a orientação é investir em carboidratos de absorção mais lenta, como alimentos integrais, aveia, granola, castanhas e batata-doce. Eles prolongam a sensação de saciedade e mantém a glicose estável.

Já nas práticas mais curtas, o ideal é investir alimentos que são rapidamente absorvidos pelo organismo e fornecem energia em pouco tempo. Neste grupo, estão inclusos as frutas, tapioca, geleia e água de coco. Em treinos para ganhar massa, as proteínas são a melhor opção para comer no pré-treino. Ovos, iogurte, mingau de aveia e quinoa são ótimas escolhas.

Tempo mínimo para comer antes de fazer exercícios é de 30 minutos

A alimentação pré-treino deve ser feita 30 minutos antes de começar os exercícios. Esse é o tempo necessário para o organismo realizar a digestão e liberar energia. A quantidade de alimentos ingeridos também deve considerar a intensidade das atividades e o seu objetivo. Por essa razão, é fundamental buscar acompanhamento nutricional para estabelecer plano alimentar adequado para as suas necessidades.

Vale ressaltar que não é indicado malhar depois do almoço e jantar. Praticar exercícios ou esporte depois de refeições fartas prejudica o processo de digestão e pode causar tontura, refluxo, diarreia e fraqueza durante o período de esforço. Nesses casos, o ideal é esperar, pelo menos, 2 horas para fazer qualquer tipo de esforço físico.

O que evitar antes do treino?

Derivados do leite e alimentos muito gordurosos e ricos em fibras não são indicados para o pré-treino. O consumo desses alimentos antes da prática de atividades físicas pode provocar desconfortos gastrointestinais e até mesmo diarreia. Outro ponto importante é evitar doce e outros produtos com alto teor de açúcar, como refrigerantes, sucos industrializados e chocolate. Eles causam picos de glicose no sangue, seguidos de quedas bruscas, situação que pode levar à hipoglicemia.

Por fim, carne vermelha, feijão e brócolis também devem ser evitados no pré-treino. Esses alimentos demoram mais tempo para serem digeridos e podem causar incômodos como gases, fadiga e pouca disposição para realizar as atividades físicas.

Veja também:

Cardápio fitness: receitas fit e dicas para montar o menu do café da manhã ao jantar
25 receitas fitness para variar o cardápio sem sair da dieta

Marido de Ivete Sangalo ensina receita de suco de atleta para ter energia no treino



Temas relacionados