• Entrar
  • Cadastrar
Estufamento abdominal? Nutricionista explica o que muda na dieta para quem tem síndrome do intestino irritável

Algumas trocas estratégicas de alimentos devem ser feitas para amenizar os sintomas, como sugere a especialista em nutrição funcional.

Especialista sugere trocas de alimentos na dieta para amenizar o desconforto (Foto: Freepik)

Você costuma sentir estufamento e desconforto abdominal? Se esse é um problema recorrente, o melhor caminho é investigar. E se o diagnóstico for síndrome do intestino irritável, algumas mudanças na alimentação serão importantes para aliviar os sintomas. E a dieta low FODMAP é a mais indicada.

Nem sempre a busca de técnicas com alimentos indicados para desinchar a barriga serão suficientes. Um especialista ajudará com as melhores orientações e trocas estratégicas de alimentos para esses casos específicos.

Thamires Valentim (@thamiresvalentimnutricionista), especialista em Nutrição Funcional, compartilha algumas trocas inteligentes para quem costuma ter estufamento abdominal causado pela síndrome do intestino irritável. Confira a seguir!

O que é dieta baixa em FODMAPs?

É importante entender inicialmente o que significa FODMAPs? Essa sigla em inglês significa Fermentable Oligossacharides, Dissacharides, Monossacharides And Poliols, ou seja, Oligossacarídeos, Dissacarídeos, Monossacarídeos e Polióis fermentáveis.

Nada mais são do que alimentos que fermentam e não são bem absorvidos pelo sistema digestório, por este motivo causam desconforto intestinal como distensão abdominal, gases, diarreia e até síndrome do intestino irritável.

"Se você vive com a barriga estufada, a principal medida antes de qualquer conduta é investigar a causa. Do contrário, o tratamento não será efetivo, você vai continuar com sintomas e dificuldade de comer os alimentos no geral", explica a nutricionista.

Trocas inteligentes para quem tem síndrome do intestino irritável

De acordo com a especialista, para tratar esse sintoma gastrointestinal é preciso saber a causa da distensão. "Se você já foi diagnosticado ou já tem suspeita, o ideal é iniciar o tratamento com a dieta baixa em FODMAPS, carboidratos fermentáveis", alerta Thamires (@thamiresvalentimnutricionista). Ela sugere algumas sugestões, como:

  • Troque o toast de avocado por crepioca com frango e cottage sem lactose (pastinha).
  • Troque a vitamina de manga com leite de vaca pela vitamina de morango com banana feito com leite de aveia ou sem lactose.
  • Troque o bolo de maçã feito com trigo, leite e xilitol por bolo de banana com aveia e néctar de coco, stevia.


"Para tratar a síndrome e ter remissão de sintomas, a base é tratar o intestino, reduzir permeabilidade, fortalecer a barreira intestinal e a microbiota. Do contrário, você continuará com os desconfortos", orienta.

Como tratar a síndrome do intestino irritável

No caso da síndrome, fazer uma dieta baixa em carboidratos fermentáveis por um período determinado é uma das condutas ideais, porém não é a única coisa a ser feita.

"Não podemos esquecer que não é só fazer essa dieta. É preciso tratar o intestino, melhorar digestão, reduzir permeabilidade intestinal, fortalecer a barreira intestinal e modular a microbiota para na sequência reintroduzir os alimentos", explica a especialista.

Com a orientação especializada é que é possível fazer um tratamento para voltar a comer os alimentos que inicialmente ofereciam desconfortos.

Veja mais!

Dieta anti-inflamatória? Você precisa reduzir esses alimentos da rotina urgente!

Prisão de ventre X alimentação: nutricionista ensina como combater a constipação intestinal

Temas relacionados