• Entrar
  • Cadastrar
A língua de boi é boa para comer? Veja o que dizem os especialistas

A língua de boi não é a carne bovina mais popular do mundo, mas ela tem o seu valor nos pratos e nos nutrientes

A língua de boi pode ficar bem macia e nutritiva com o preparo certo (Créditos: Shutterstock)

A carne vermelha cheia de proteínas é muito amada pelos brasileiros, mas algumas partes são mais populares do que outras. Um prato controverso que nem todo mundo gosta é a língua de boi, mas você sabe se essa carne de segunda é uma boa para comer? Decidimos investigar o que dizem os especialistas. Confira agora o que é língua de boi, quais os seus benefícios e como prepará-la em pratos.

O que é língua de boi e como ela é consumida?

A língua de boi é um corte de carne muitas vezes discriminado, mas os paladares mais ousados ​​afirmam que oferece sabor e textura únicos na hora de experimentá-la. Além de deliciosa, a língua de boi também é uma rica fonte de nutrientes que pode oferecer diversos benefícios à saúde.

A língua de boi ou de vaca é um pedaço de carne bovina que pode ser consumida de muitas maneiras, inteira, em ensopado, em fatias, ou desfiada em sanduíches e tacos. Para prepará-la, o costume é limpar a língua de boi e depois ferver em água com temperos como cebola, alho e louro até amolecer a textura. Após esse primeiro cozimento, costuma-se retirar a camada de pele que cobre a língua para cozinhá-la novamente e deixá-la ainda mais macia. É ideal para desfiar a língua de boi.

Uma outra maneira de preparar é a língua em molho de tomate, cozinhando com cebola, alho, tomate, orégano, tomilho e sal. Depois de cozido, é cortado em rodelas e frito em molho de cebola, tomate e pimentão. Por fim, é servida acompanhado de salsinha picada.

Uma curiosidade é que estamos falando da língua de vaca como uma carne bovina, mas existe uma planta com o mesmo nome. A planta língua-de-vaca é utilizada como condimento pelo seu sabor azedo e levemente amargo. Ela pode ser usada moendo os caules e as folhas para colocar em ensopados e também são usados ​​em saladas e molhos após cozinhar no vapor ou em guisados ​​em caldo de tomate. Então nada de confudir, viu!

Comer língua de boi é bom para a saúde?

Segundo o Ministério da Agricultura, Pesca e Alimentação da Espanha, consumir a língua de alguns animais, como as vacas, é pouco popular por serem consideradas vísceras. Mas agora alguns estabelecimentos têm procurado despertar o interesse dos clientes com pratos saborosos para tirar esse estigma do ingrediente e aproveitar os benefícios da carne vermelha.

De acordo com eles, “pode-se dizer que a língua de boi é uma carne com boa porção de gorduras e proteínas, e que portanto seu valor nutricional é superior ao de qualquer bife... É fonte de nutrientes e substâncias não nutritivas como proteínas de alto valor biológico, ferro, fósforo, vitamina B12 e riboflavina”.

A água constitui a maior parte da língua, representando quase 70% do seu peso total. Embora muitas vezes seja omitido da lista de nutrientes, é essencial para a manutenção da vida e deve ser incluído numa dieta equilibrada. A língua também é uma importante fonte de proteínas de alto valor biológico, pois contém uma proporção significativa de aminoácidos essenciais que o corpo humano não consegue sintetizar por conta própria.

Metade da gordura presente na língua é saturada, enquanto a outra metade é monoinsaturada. A quantidade de colesterol da língua fica entre os níveis encontrados na carne bovina e no frango. As calorias da língua de boi vem das proteínas e dos lipídios, uma vez que não contém carboidratos. Além disso, a língua de boi é uma excelente fonte de minerais como ferro, magnésio, zinco, potássio, fósforo e selênio.

A língua de boi é um alimento rico em ferro e em zinco, que estão em maiores quantidades em comparação com outros alimentos vegetais. Além das vitaminas B1, B2, B3, B6 e B12, presentes em quantidades consideráveis, a língua também contém pequenas quantidades de ácido fólico, vitamina C (embora a maior parte seja destruída durante o processo de cozimento), vitamina E e vestígios de vitamina A e D.

Por outro lado, um estudo publicado no "Journal of Food Composition and Analysis" ("Jornal de Composição e Análise de Comida") observou que “a língua de boi tem potencial para se tornar um produto de alta qualidade para melhorar o consumo de proteínas, gorduras e nutrientes, ao mesmo tempo que melhora muito o seu valor para a indústria da carne”.

No entanto, descobriram também que “apesar de seu potencial como carne nutritiva e acessível, poucas pesquisas foram realizadas para avaliar a composição físico-química da língua bovina. Existem poucos estudos que se concentram nos atributos microbiológicos, sensoriais e de qualidade da língua de boi.”

A forma de preparar a língua de boi também influencia a ingestão deste alimento. Por exemplo, ferver ou cozinhar língua de boi com vegetais pode ser um método de preparo mais saudável em comparação à fritura no óleo, que adiciona gordura e calorias extras.

Então agora você já sabe, a língua de boi pode ter vários nutrientes importantes como qualquer outra carne, mas é importante ter cuidado ao consumi-la, pois esse produto derivado da carne bovina contém gorduras saturadas e excesso de calorias e colesterol dependendo do preparo. Ou seja, pode causar efeitos negativos à saúde se você exagerar e, como muitos alimentos, é importante saber equilibrar.

Veja mais:
Você já provou beijo grego? A gente te ensina o passo a passo completo dessa receita que vai ser sucesso na sua casa
Comer carne vermelha todos os dias faz mal? Descubra o que pode acontecer com o corpo!
Carnes magras: cortes, preparo e ideias para proteínas mais saudáveis

Temas relacionados