• Entrar
  • Cadastrar
Você jura que é fit, mas tá comendo errado: chega de alimento 'falso saudável' na dieta, veja lista e passe longe!

Cuidado ao incluir alguns alimentos ultraprocessados mascarados de opções saudáveis no seu cardápio. 

Cheque os rótulos dos alimentos antes de levar para casa e evite cair em armadilhas dos ultraprocessados (Foto: Shutterstock).

Não se deixe enganar! Muitos alimentos disponíveis no mercado são oferecidos como opções saudáveis e nem sempre você percebe que está levando um alimento ultraprocessado para casa. Por este motivo, é tão importante aprender a fazer a leitura dos rótulos dos produtos.

Muitas pessoas identificam os alimentos ultraprocessados como os itens que costumam entrar em listas como macarrão instantâneo, refrigerantes, nuggets e mais opções perigosas até para acelerar o envelhecimento da pele.

Infelizmente a lista é muito longa e fica impossível destacar todos os componentes presentes nos ingredientes que são inimigos da saúde. Mas essa é uma boa oportunidade para reavaliar o que tem entrado na sua dieta e como é possível fazer substituições mais saudáveis. Confira!

O que são alimentos ultraprocessados e os riscos à saúde

Muitos alimentos ultraprocessados já fazem parte da rotina alimentar e nem sempre dá para perceber que podem causar prejuízos à saúde. Alguns itens são tão óbvios, que muita gente já foge deles.

E quando eles aparecem mascarados de amigos de uma dieta saudável? Será que você tem caído em alguma armadilha?

O que são alimentos ultraprocessados:

Antes de falarmos sobre os produtos disfarçados de amigos da dieta é importante lembrar que os alimentos ultraprocessados são os que passam por altos níveis de processamento durante a produção, sendo carregados de aditivos para modificar sabor, textura, cor e prazo de validade. Isso inclui sódio, açúcar, gorduras, corantes, conservantes e mais componentes prejudiciais à saúde.

Quais são os riscos dos alimentos ultraprocessados à saúde?

Já foi comprovado cientificamente que o excesso de alimentos ultraprocessados na dieta contribuem para o desenvolvimento de sérios problemas de saúde como obesidade, diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e ainda muitos tipos de câncer.

Dicas de como saber se os alimentos são ultraprocessados

A leitura do rótulo é fundamental para entender quando um alimento faz parte do grupo de ultraprocessados. Alguns termos, normalmente complicados até para ler, indicam o uso de conservantes.

Alguns exemplos são: carboximetilcelulose, açúcar invertido, maltodextrina, frutose, xarope de milho, concentrados de suco de frutas, óleos modificados e fontes proteicas, como glúten, caseína e proteína de soro de leite, além de emulsificantes, espessantes e antiespumantes.

Veja alguns produtos que parecem saudáveis, mas são ultraprocessados

Confira abaixo alguns alimentos que parecem saudáveis e costumam fazer parte da dieta, mas na verdade contêm ingredientes de alimentos ultraprocessados, sem que você perceba. No entanto, vale ressaltar que produtos industrializados não significa que sejam ultraprocessados.

  • Iogurtes grego e aromatizados

O iogurte grego costuma ser muito indicado pelos benefícios que oferece. Mas basta checar a lista de ingredientes para saber se é mesmo uma opção saudável. Se na composição houver aditivos químicos além do leite e do fermento lácteo, é bom evitar.

Alguns exemplos são amido modificado, maltodextrina, espessante carboximetilcelulose, estabilizantes goma xantana e goma guar, conservante sorbato de potássio, estabilizante gelatina, esqueça! Os aromatizados já indicam presença de corantes e mais aditivos, portanto, já sabe.

  • Iogurte natural

As opções de iogurtes feitos de leite e fermento lácteo podem ser consumidos sem culpa. As marcas costumam ter as mesmas fórmulas, mas sempre é importante ler os rótulos.

As versões sem açúcar são as melhores apostas porque produtos light, diet e zero calorias podem conter adoçantes sintéticos, ou seja, aditivos químicos.

  • Barras de cereal

As barrinhas de cereais em pacotes são uma promessa de saúde para o seu intestino, devido a presença de cereais, e de benefícios para a saúde. Mas não se engane. Esse tipo de produto tem muitos aditivos químicos e basta ler o rótulo para se certificar.

É possível preparar várias receitas de barrinhas de cereais caseiras e com uma proposta realmente saudável. Se ainda assim preferir comprar pronta, opte pelo que tenha menos de cinco ingredientes e no qual o açúcar não esteja entre os dois primeiros.

  • Pão de forma

Com relação aos tipos de pães de pacotes, as opções que contenham trigo, água, sal e fermento entre os ingredientes são considerados apenas alimentos processados.

Os produtos que apresentam emulsificantes ou corantes na composição, disponível nos rótulos, são classificados como alimentos ultraprocessados.

  • Saladas prontas

È surpreendente, mas você deve ficar em alerta com as saladas prontas. Isso porque muitas delas contêm frango cozido e molhos com alto teor de açúcar, aditivos e aromatizantes entre os ingredientes.

Não há dúvidas que a melhor opção é preparar uma salada caseira mais simples e com molhos de saladas com ingredientes mais saudáveis.

Veja mais!

Como fazer coalhada: receita fácil é perfeita para o café da manhã ou lanche saudável.

Overnight oats do TikTok: como fazer o iogurte com aveia para seu próximo café da manhã.

Temas relacionados