• Entrar
  • Cadastrar
Páprica doce, picante ou defumada? Confira quando usar cada uma

Existem três tipos diferentes de pápricas: a doce, a apimentada e a defumada. Se você faz parte do grupo de quem não sabe as diferenças entre elas, venha descobrir agora!

As pápricas são saborosas e cheias de benefícios! (Créditos: Shutterstock)

Visualmente parecidos por contarem com a mesma coloração avermelhada, os tipos de páprica podem causar dúvida na hora da realização de receitas com elas. Quando usar cada páprica? A picante e a defumada não são a mesma coisa? Essas são perguntas comuns e que podem confundir quem cozinha. Mas não precisa se desesperar! Fomos em busca de respostas e descobrimos qual é o tipo certo para cada preparo! Venha conferir no TudoGostoso!

Páprica doce é a mais conhecida

Entre os tipos de páprica, a doce é a mais tradicional! Ela é feita a partir do processo de desidratação dos pimentões juntamente com as sementes, o que dá origem a esse gosto mais fraco comparado às demais. Ela costuma ter uma cor vermelha mais escura. E não precisa se assustar com o seu nome, essa páprica não tem gosto nenhum de açúcar, essa classificação é para destacar como ela é a mais suave. A páprica doce é ideal para dar cor em diferentes pratos, como nas batatas assadas e na paella.

A ardência da páprica picante

Essa páprica é obtida a partir da desidratação pimentão vermelho, o mais picante entre as diferentes colorações do vegetal. Nesse processo, as sementes são retiradas porque a intenção é que ela seja picante, e não suave como a anterior. Ela é a única que possui a presença da capsaicina, uma substância responsável pela ardência na especiaria. A páprica picante apresenta uma cor mais viva e é usada principalmente para dar sabor a alimentos à base de maionese, cremes e ovos. É recomendado que seja adicionada apenas no final dos pratos, pois com o tempo essa picância pode dar lugar ao gosto amargo.

Páprica defumada tem o sabor mais acentuado

Nesse caso, o pimentão é desidratado com a fumaça, fazendo assim com que esse tipo de páprica acabe incorporando o sabor e o aroma da defumação. Ela tem um gosto mais acentuado, como é comum entre os alimentos defumados. Essa páprica é a mais versátil entre as opções e deve ser usada para acrescentar gosto para as sopas, molhos e patês.

Benefícios da páprica para a saúde

Além de muito saborosas, elas ainda fazem bem para o corpo! Como todas as pápricas são originadas a partir do pimentão, elas são ricas em vitaminas A, C, B6, K1, potássio e cobre. Elas possuem nutrientes importantes por afastar as doenças cardíacas, como no controle da pressão arterial, reduzir os níveis de triglicérides e coagular o sangue. É uma especiaria extremamente antioxidante, sendo ótima para a formação de colágeno, melhorar o metabolismo e auxiliar no tratamento da diabetes. Só vantagens, né?

Veja mais

Como fazer páprica caseira: aprenda o passo a passo FÁCIL para ter um tempero natural e sem conservantes!
Aprenda como higienizar frutas, legumes e verduras do jeito certo com essas dicas INFALÍVEIS
Existe pimentão macho ou fêmea? Entenda a polêmica sobre o formato do alimento

Temas relacionados