• Entrar
  • Cadastrar
Estocar comida por até 30 anos? O que está acontecendo?! Vem que o TudoGostoso te conta tudo sobre a comida do fim do mundo!

Entenda o que é a comida do futuro e por que as pessoas estão estocando comida em casa


 

TudoGostoso explica tudo sobre a comida do futuro que virou trend nas redes sociais (Créditos: Shutterstock/Reprodução Tiktok)

Em datas comemorativas de supermercados, quando acontecem muitas promoções, é comum ver brasileiros estocando alimentos como leite condensado, leite, creme de leite e enlatados. Contudo, esse estoque não é feito para durar muito tempo, mas, sim, para aproveitar o momento econômico.

Mas você já imaginou estocar alimentos que podem durar até 30 anos, para uma eventual catástrofe? Para nós, pode parecer estranho, mas esse é um hábito que está tomando conta dos estadunidenses e virou até trend nas redes sociais ter as comidas do fim do mundo.

Comida do fim do mundo vira trend nas redes sociais e internautas compartilham o que tem em casa

Já faz décadas que a população dos Estados Unidos tem o costume de estocar grandes quantidades de comida, itens básicos de necessidades e até itens de defesa pessoal. Por lá, existe uma grande variedade de produtos alimentares destinados para isso, que são as chamadas “comida do fim do mundo”.

Essas comidas têm uma validade altíssima, podendo durar até 30 anos, e são compostas basicamente de alimentos desidratados. Elas precisam apenas de um pouco de água para ficar pronta, sem precisar de qualquer tipo de aquecimento ou refrigeração.

É possível encontrar kits com refeições completas para café da manhã, almoço, jantar, sobremesas e até drinks nas prateleiras dos supermercados! Versões unitárias também estão disponíveis, com opções como lasanha, macarrão e strogonoff. E para quem tem restrição alimentar, existem alternativas sem glúten e vegetariana.

Pensa que parou por aí? Nada disso! Além das comidas, os estadunidenses também fazem estoque de garrafas de água, itens de higiene pessoal como pasta de dente, kit de primeiros socorros e até itens de defesa pessoal, munição e colete à prova de balas. É o que contou a brasileira Gabriela Pereira em entrevista ao g1.

Por que as pessoas estão estocando comida?

As justificativas para estocar comida vão desde catástrofes naturais até profecias do fim do mundo. Há ainda aqueles que apontam um momento de vulnerabilidade econômica como razão. Nos Estados Unidos, a explicação mais comum é estourar uma guerra de repente que afete os estoques de comidas e itens de necessidade.

Tem comida do fim do mundo no Brasil?

Os kits de comida de fim do mundo não são comuns no Brasil. É muito provável que você não encontre em nenhum supermercado e é difícil até de encontrar pela internet.

O que você consegue achar no Brasil que chega perto disso são comidas de camping, feitas com o intuito de diminuir o espaço nas bagagens. Esses produtos também são feitos de comidas desidratadas.

Porém, não ter esse tipo de comida por aqui não impediu os brasileiros de participar da trend. No Tiktok, vários usuários mostram como fazem para guardar arroz, feijão, açúcar, sal e farinha para durar muitos anos, a maioria armazenado em garrafa pet.

É verdade que temos que estocar comida?

Segundo os especialistas, não devemos fazer estoque de comidas. Isso porque o estoque gera um aumento no preço dos alimentos, além de prejudicar aqueles que não têm condições de comprar ou armazenar as mesmas quantidades.

Esses especialistas ainda informam que a eventual falta de produtos comuns se dá exatamente por conta dos estoques desenfreados. No Brasil, a Associação Brasileira de Indústria de Alimentos em parceria com a Associação Brasileira de Supermercados e a Associação Paulista de Supermercados criou um comitê de crise para gerenciar qualquer situação. Eles monitoram diariamente os estoques do país para não ter o risco de faltar alimentos.

Agora o TudoGostoso quer saber: apesar de tudo isso, você estoca comida ou tem vontade? Conte para gente! E se você gostou deste conteúdo, continue acessando o nosso site para mais!

Veja mais:

Como se preparar para o próximo apagão: dicas de sobrevivência do TudoGostoso para não perder comida e dinheiro

Temas relacionados