• Entrar
  • Cadastrar
5 petiscos deliciosos que bombam nas praias brasileiras para você conhecer e amar

Muito além de picolé, água de coco, milho ou queijo coalho, iguarias bem específicas como o acarajé demarcam o território gastronômico de praias do país

Acarajé costuma ser servido cortado ou em formato menor quando vendido nas praias de Salvador. (Crédito: Shutterstock)

Praia é sinônimo de descanso, calor, diversão e muita comilança também. Algumas iguarias a gente encontra em todo o país. É o caso do picolé ou do queijo coalho assado, por exemplo. Outras, como o caranguejo, são mais regionalizadas. Mas há ainda uma terceira categoria de quitutes que são achados em praias bem específicas.

Acarajé é hit na Bahia

É o caso do acarajé. Praticamente sinônimo de Salvador, o bolinho de feijão frito no azeite de dendê é facilmente encontrado nas praias da capital e do litoral baiano. A diferença é que quando é vendido na beira do mar, costuma ser servido porcionado em bolinhos menores ou então cortado em um pratinho. Sempre acompanhado do bom e velho vatapá, do caruru, salada de tomates verdes e camarão seco.

Um caldinho de feijão diferente em Recife

Em Recife, o que bomba na areia da praia são os caldinhos. Mas não o de mariscos, polvo ou camarão —que a gente até encontra em outras regiões também. A tradição é o caldinho de feijão preto acompanhado de ovo de codorna, milho, torresmo, azeitona e charque bem torradinha, que lembra até um bacon. O caldinho geralmente é servido em um copo descartável de 100 ml e vai muito bem como acompanhamento de uma cerveja ou refrigerante bem geladinho.

Caldinho de feijão é iguaria típica das praias do Recife, em Pernambuco. (Crédito: Shutterstock)

Ginga com tapioca é iguaria em Natal

Já em Natal e principalmente na Praia da Redinha, a tradição fica por conta da ginga com tapioca. Ginga nada mais é do que o nome dado à manjubinha, que é servida frita no azeite de dendê. Quando o peixe fica pronto, vira recheio para uma tapioca bem lisinha.

Ginga, manjubinha ou pititinga: peixinho frito no dendê recheia tapioca e vira prato típico em Natal, no Rio Grande do Norte (Crédito: Shutterstock)

Mate com limão + biscoito é dobradinha carioca

No Rio de Janeiro, a tradição mais popular nas praias é um combo formado pela mistura do chá mate gelado com suco de limão e o biscoito de polvilho. A dupla chega ao freguês por vendedores simpáticos que carregam dois garrafões enormes no braço e fazem a mistura de líquidos acontecer bem na sua frente. Com direito a um chorinho, que é a cortesia de um golinho a mais da bebida.

Vendedor carrega galões de limão e mate na praia do Rio de Janeiro: dupla é refresco típico. (Crédito: Shutterstock)

Casquinha ou barquilha

Nas praias do litoral do Paraná, o reinado é o da casquinha, também conhecida como barquilha. A iguaria é simples e feita à base de farinha de trigo, água e açúcar. A massa doce é prensada em chapas de ferro quente e vira um disco bem fininho com consistência quebradiça. O resultado é um biscoito levinho e bem viciante.
Veja mais:
Camarão crocante é ótima pedida para relembrar dias na praia
Saudade das férias? Moqueca é iguaria deliciosa para lembrar do verão

Temas relacionados