• Entrar
  • Cadastrar
Taste festival em São Paulo: da pizza frita a tiramisù premiado, evento tem mais de 100 pratos com preços bem atrativos. Saiba mais!

Taste Festival acontece em dois fins de semana de agosto e levará ao Parque Villa-Lobos pratos de até R$ 45.

Tiramisù do Fasano é uma das receitas que serão servidas no Taste Festival. (Crédito: Shutterstock)

Mais de 100 pratos variados da gastronomia tradicional e contemporânea do Brasil e do mundo farão do Parque Villa Lobos, em São Paulo, um grande restaurante a céu aberto. Durante os dias 18, 19, 20 e 25, 26 e 27 de agosto (sextas-feiras aos domingos) será possível experimentar pratos de chefs consagrados como Carole Crema, Telma Shiraishi, Rodrigo Oliveira, Claude e Thomas Troisgros.

Ao todo, 31 estabelecimentos farão parte do Taste São Paulo Festival. O evento tem como objetivo fazer com que a experiência do visitante seja plural. Por isso, os restaurantes vão oferecer pratos mais compactos, para que mais opções sejam apreciadas. O melhor de tudo é que os preços serão mais atrativos, na faixa de R$20 a R$45.

O que comer no Taste Festival?

Algumas iguarias não estão no cardápio das casas participantes e serão oferecidas apenas durante o festival. Entre as opções inéditas estão o miso ramen e um curry de frutos do mar, vagem na brasa e o bolinho de camarão, tiramisù de frutas vermelhas com limoncello, steak béarnaise com chuchu gratinado, lasanha vegetariana, arroz de xinxim e canela de siri. Delícia, não?

Outros pratos que já fizeram sucesso em edições anteriores voltarão a ser servidos para o público. Entre eles estão o tiramisù do Fasano, a tostada de polvo do Barú, o dadinho de tapioca do Mocotó, o sanduíche de camarão do Jiquitaia, a coxinha da Casa Rios e a pizza frita da Trattorita Evvai.

Restaurantes do Taste Festival

O miso ramen preparado pela chef Telma Shiraishi, do Aizomê, é uma das receitas desenvolvidas para o festival. (Crédito: Divulgação / Taste)

Serão muitas delícias oferecidas nos seis dias de evento. Cada restaurante levará ao menos três pratos que já fazem parte da casa e ainda receitas exclusivas, desenvolvidas especialmente para a feira gastronômica. Também haverá opções veganas e vegetarianas.

Participarão do evento os seguintes estabelecimentos nos dois fins de semana: Aizomê, Animus, Barú Marisqueria, Bráz Trattoria, Carole Crema, Casa Rios, Chez Claude, Fasano, Grupo EME (Ema e Matilda), Jiquitaia, Komah, Le Jazz, Make Hommus, Maremonti, Mocotó, NB Steak, Nelita (com Mag Market e Riso.e.ria), Trattorita Evvai, Vista e Z-Deli. Entre os bares de coquetéis, Astor, Guarita e Mocotó.

Além disso, Caramelo, Lucas Corazza, Metzi, Ping Yang, Preto Cozinha e Quincho também estarão expondo, mas em apenas em um fim de semana. O festival terá ainda restaurantes parceiros-sociais. Serão o Da Quebrada e a Casa Diversa.

Opções veganas e vegetarianas no Taste Festival 2023

Para agradar todo tipo de paladar, o evento terá algumas opões veganas e vegetarianas. Na Trattorita Evva, o chef Luiz Filipe Souza levará para o evento a sua versão de lasanha vegetariana.

Já parceiro social Da Quebrada, cujo foco é trabalhar com produtos orgânicos sazonais, comprados de agricultores locais, oferecerá para o público a sua famosa feijoada vegana. O restaurante Quincho é focado na cozinha vegetariana e levará ao festival, no seu segundo fim de semana, os quiabos tostados e arroz de kimchi.

Serviço – Taste São Paulo Festival

Datas: 18, 19, 20 e 25, 26 e 27 de agosto (sextas-feiras aos domingos)

Local: Parque Villa-Lobos

Endereço: Avenida Professor Fonseca Rodrigues, 2001 - Alto de Pinheiros, São Paulo

Horários: Sextas-feiras – 17h às 23h

Sábados - duas sessões – 12h às 23h (Taste Sunset – 18h às 23h)

Domingos - Sessões únicas - das 12h às 20h

Veja mais:

Restaurante de São Paulo é o único brasileiro entre os 50 melhores do mundo

Conheça São Roque: cidade em São Paulo tem vinho premiado, gastronomia europeia e fica pertinho da capital!

Festival de vinhos brasileiros em São Paulo tem mais de 200 rótulos e promete experiência única no Parque Burle Marx

Por que Paraty tem um festival de cachaça há 40 anos? Pinga também é cultura!

Temas relacionados