• Entrar
  • Cadastrar
Dica para os ecoturistas aventureiros: 10 destinos incríveis para os amantes da natureza explorarem

Aproveite tudo que a natureza tem a oferecer de maneira responsável nesses recantos paradisíacos do Brasil que são perfeitos para praticar o ecoturismo.

Parques nacionais como a Chapada Diamantina são verdadeiros paraísos bem preservados e ideais para o ecoturismo (Créditos: Shutterstock)

Tem quem goste de viajar para comer bem, para beber um vinho em vinícolas ou então para fazer compras. Mas tem ainda quem prefira os roteiros voltados para a natureza com o ecoturismo. Apesar de estar cada vez mais popular entre viajantes, essa prática ainda causa estranhamento para algumas pessoas. Mas esse tipo de viagem é mais simples do que você imagina e quem sabe pode até já ter praticado sem saber o nome!

Segundo o Boletim do Turismo Doméstico Brasileiro do Ministério do Turismo, a procura pelo turismo ecológico só aumentou nos últimos anos. Em 2021, 1 em cada 4 viagens nacionais foi motivada pelo ecoturismo, pela natureza e pela aventura. Descubra no TudoGostoso o que é esse fenômeno e quais os melhores destinos no Brasil para explorar a natureza com responsabilidade.

O que é ecoturismo?

Ecoturismo é a prática de viajar de forma sustentável, preservando o patrimônio natural e/ou cultural do local. Em outras palavras, é uma viagem voltada para destinos mais naturais, mas sem prejudicar o meio ambiente ou os moradores da região, visitando sem deixar impactos ambientais. Os princípios do ecoturismo, que às vezes se mistura com o turismo ecológico ou o turismo da natureza, podem ser definidos pela expressão “Da natureza nada se tira a não ser fotos. Nada se deixa a não ser pegadas. Nada se leva a não ser recordações.”

Como praticar o ecoturismo?

Ecoturismo tem mais a ver com as práticas do viajante do que o destino, então qualquer lugar tem potencial para ecoturismo, mas não basta ir a qualquer floresta ou praia para ser uma viagem ecológica. Os aspirantes a ecoturistas devem buscar um turismo em menor escala de estrutura, com respeito pelo meio ambiente e cultura regionais e sempre minimizando impactos e colaborando ativamente para a conservação da natureza. Isso significa pesquisar bem por destinos e serviços que não prejudicam a natureza para existir e que contam com apoio local de moradores e órgãos de preservação.

Não é apenas não deixar lixo no chão e não alimentar animais silvestres, mas se integrar sem deixar rastos. É andar por trilhas naturais em vez de ir em um passeio de carro por estradas asfaltadas que cortam uma floresta. É visitar unidades de conservação com guias certificados em grupos pequenos e evitar grandes grupos de agências de viagem. É agir com respeito ao encontrar animais e não perturbá-los em seu habitat natural. Esses são alguns exemplos do que engloba o ecoturismo responsável.

Os melhores destinos para ecoturistas

Agora que você sabe o que é ecoturismo, descubra os principais destinos do Brasil que oferecem passeios ecoturísticos.

O Rio Sucuri, em Bonito, tem programas ecológicos tranquilos (Créditos: Shutterstock)

Bonito, MS

Bonito, pequena cidade do Mato Grosso do Sul, é conhecida como capital do ecoturismo brasileiro. A história do ecoturismo por aqui existe desde os anos 1970 e desde aquela época Bonito já se destacava por esse tipo de viagem. A Gruta do Lago Azul é um dos passeios mais buscados de Bonito, mas é feito com todo o cuidado para atravessar a trilha com acompanhamento de um guia especializado.

No Rio Sucuri, o passeio de barco e flutuação nas águas tranquilas e cristalinas permitem realmente mergulhar na natureza. Por ter virado um destino popular, uma dica é visitar Bonito no inverno ou fora da alta temporada, assim você terá mais tranquilidade e diminui o impacto da sua visita.

Fernando de Noronha, PE

Fernando de Noronha é um bom exemplo sobre como é possível depender do turismo e ainda preservar a natureza local. O arquipélago limita o número de visitantes, principalmente durante a alta temporada, e cobra uma taxa de preservação. Em Fernando de Noronha as praias são as mais naturais possíveis e possuem poucas estruturas, se aproximando ainda mais do que o ecoturismo defende.

A Praia do Sancho é a mais popular de Fernando de Noronha e as águas limpas e transparentes que rodeiam todo o arquipélago são perfeitas para mergulhar. O cuidado com a conservação permitiu a coexistência com a vida marinha da região e por causa disso é possível observar golfinhos, tartarugas marinhas, raias e tubarões no mar em segurança.

Parque Nacional do Itatiaia, RJ

O Parque Nacional do Itatiaia fica na Serra da Mantiqueira no Rio de Janeiro com divisa com Minas Gerais. A área de 28 mil hectares é o parque nacional mais antigo do Brasil, criado em 1937, o que torna ele uma boa escolha para quem quer praticar ecoturismo. Itatiaia pode ser dividida em duas partes. A primeira, a Parte Baixa, é cercada pela floresta, com cachoeiras exuberantes como o Véu de Noiva e sons constantes de pássaros e outros animais silvestres.

Já na Parte Alta o passeio é mais radical com uma caminhada subindo até o Pico das Prateleiras e o Pico das Agulhas Negras, este segundo o mais alto do Rio de Janeiro. Para entrar e ficar no parque é necessário pagar uma taxa de preservação por dia de permanência. A estadia dentro do Parque também é bastante controlada, com poucas hospedagens em construções antigas ou então abrigos em campings.

A Cachoeira Véu da Noiva, em Itatiaia, tem 40 metros de queda d'água e dá em um lago perfeito para mergulhar (Créditos: Paula Araripe/TudoGostoso)

Socorro, SP

Socorro fica no limite da Serra da Mantiqueira e é perto o bastante da cidade de São Paulo que dá para fazer um bate e volta da capital. A cidade é conhecida pelas atrações naturais que são perfeitas para o ecoturismo e para o turismo de aventura.

Para montar o seu itinerário, siga às margens do Rio do Peixe, que passa no meio da cidade e possui atrações bem preservadas, como a Gruta do Anjo. No Parque Vale das Pedras o visitante tem uma grande variedade de trilhas que levam a cachoeiras e mirantes e um local dedicado para o camping para quem quiser ficar por mais dias.

Palmácia, CE

Palmácia é um destino menos conhecido do turismo no Ceará, mas com grande potencial para o ecoturismo. A cidade fica localizada na Área de Proteção Ambiental da Serra de Baturité, uma unidade de conservação ambiental que prioriza a preservação da Mata Atlântica.

Por causa disso, Palmácia tem áreas quase intocadas pelo ser humano, perfeitas para uma viagem imersiva e ecoturística, ainda que o acesso muitas vezes não seja tão fácil. A principal atração é a Cachoeira do Chuvisco, mas Palmácia ainda tem diversas outras cachoeiras para conhecer e relaxar no meio da natureza. Para apreciar a vista desta imensa área de proteção ambiental, a Pedra do Bacamarte e o Morro do Cruzeiro são boas escolhas.

Parque Estadual do Jalapão, TO

O Parque Estadual do Jalapão é uma unidade de conservação brasileira que preserva quase 160 mil hectares de natureza. Destino popular das férias e cenário de novelas e programas de TV, Jalapão sempre se destacou pelas suas possibilidades de ecoturismo. O cerrado é predominante na região e o resultado é um parque único no Brasil.

As dunas são de longe a maior atração do parque. A subida na areia pode ser complicada, mas a vista do topo para a floresta e montanhas que cercam as dunas é inigualável. E ao entrar mais na área verde, você ainda pode encontrar as águas cristalinas dos fervedouros de Buritizinho e de Bela Vista que são um verdadeiro oásis no cerrado.

Jalapão é um destino duplo que permite subir pelas imponentes dunas de areia e nadar em piscinas naturais no meio da floresta (Créditos: Shutterstock)

Alter do Chão, PA

Alter do Chão é um distrito de Santarém, que fica às margens do Rio Tapajós. É lá que acontece o festival tradicional e cultural da Festa do Çairé, que atrai um grande público durante o mês de setembro. Mas, no resto do ano, é o ecoturismo que manda em Alter do Chão.

Conhecida como o “caribe amazônico”, quem visita Alter do Chão precisa ir até a Ilha do Amor, um pequeno banco de areia que se transforma com a maré e em certas horas do dia chega a ficar coberto pelo mar. O distrito tem vários lugares lindos para assistir ao pôr do sol, principalmente da Ponto do Cururu, onde ocasionalmente é possível ver botos nadando no rio.

Parque Nacional da Chapada Diamantina, BA

A Chapada Diamantina deve entrar na lista de lugares para visitar de qualquer brasileiro interessado no ecoturismo. O conjunto de montanhas, serras e planaltos do parque fornece uma das vistas mais bonitas que podemos encontrar no Brasil. Chega a ser difícil saber por onde começar a explorar a caatinga semiárida baiana.

Por ser tão ampla, a Chapada Diamantina tem programas de vários níveis de dificuldade e extensão, o que torna o ecoturismo por lá bastante acessível. A Cachoeira da Fumaça é uma das maiores do país com mais de 300 metros e muitas vezes a água nem percorre esse caminho porque evapora em fumaça antes disso. Mas, além da superfície, a Chapada Diamantina esconde um mundo subterrâneo com cavernas, rios e poços por baixo dos planaltos.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, GO

Se quiser praticar o ecoturismo em um verdadeiro Patrimônio Mundial da UNESCO, então deve conhecer a Chapada dos Veadeiros. O parque é mais uma das unidades de conservação à natureza que permitem o turismo consciente e sustentável. As montanhas da Chapada dos Veadeiros estão na mesma latitude de Machu Picchu, do Peru, o que dizem trazer ares de místicos ao lugar, e são tão antigas que tem sinais da história humana com as pinturas rupestres.

A Chapada dos Veadeiros tem formações rochosas diferentes e fantásticas, com destaque para o Vale da Lua com seus paredões de pedra cinza com cavidades arredondadas que de fato lembram a superfície da lua. Dentre as rochas escorre água de algumas das principais nascentes do nosso país.

O Vale da Lua da Chapada dos Veadeiros tem uma formação rochosa única em um parque de preservação ambiental (Créditos: Shutterstock)

Manaus, AM

Toda a região da floresta amazônica da América Latina é propícia para o ecoturismo, mas que tal começar o passeio pela maior floresta tropical do mundo saindo da capital do estado do Amazonas? Essa sugestão de viagem também permite abordar um outro lado do ecoturismo que muitas vezes é escondido: o contato respeitoso com os moradores locais e a sua rica cultura.

Partindo de Manaus é possível fazer passeios de barco até o encontro dos rios Negro e Solimões, um programa popular entre turistas, e depois conhecer cachoreiras e visitar aldeias subindo o rio. Manaus também tem um conjunto de parques que ajudam a preservar toda essa valiosa natureza, como o Parque Nacional do Jaú e o Parque Ecológico do Lago Janauari.

Veja mais:
Não vá a Paraty sem ler essas dicas que vão transformar a sua viagem
Você precisa conhecer essa cidade em São Paulo que tem vinho premiado, gastronomia europeia e fica pertinho da capital!
Frutas brasileiras que você provavelmente não conhece, mas precisa experimentar

Temas relacionados