• Entrar
  • Cadastrar
Comer menos e pagar mais caro? Restaurantes cobram taxa extra por motivo absurdo! Vem entender a polêmica!

Taxa extra cobrada por restaurantes europeus deixa clientes e turistas insatisfeitos

Entenda as taxas extras que os restaurantes estão cobrando! (Créditos: Shutterstock)

Já pensou em chegar em um restaurante, pedir um prato para dividir e ser cobrado a mais por isso? Pois é, essa prática está se tornando cada vez mais comum em restaurantes da Europa. Recentemente, aconteceu na Itália de um turista ser cobrado para dividir o seu sanduíche ao meio; e, por incrível que pareça, esse tipo de cobrança não está restrita ao país. Outras nações europeias, como Portugal, também estão aplicando taxas para que os clientes dividam pratos que não são destinados para aquela quantidade de pessoas.

E se você acha que a cobrança é apenas para dividir os pratos, se engana! Alguns restaurantes estão cobrando também para cortar bolo de aniversário e até por porções menores de comida! Já pensou se essa moda pega no Brasil?

Por que os restaurantes estão cobrando taxa extra para dividir comida?

Os donos dos restaurantes perceberam que os clientes estavam pedindo menos comida, e o que pediam era quase sempre para compartilhar. Pratos que serviriam duas pessoas passaram a ser compartilhados entre três ou quatro. Outra reclamação é o fato de também pedirem vinhos mais baratos.

Uma das possíveis justificativas para esse comportamento é a inflação, fazendo com que os portugueses tenham menor poder de compra, por exemplo. Os estabelecimentos justificam a cobrança como uma tática para evitar abusos e, claro, conseguir manter o lucro do local.

Alguns dos outros motivos dados por estabelecimentos que aplicam as mesmas cobranças é que existe um custo extra para cada prato e talher usado, já que demanda mais louça e mais mão de obra. Essa razão divide opiniões que questionam até que ponto esse valor é realmente relevante para cobrar uma taxa extra, às vezes bem cara.

Ainda que essas taxas não sejam aplicadas em todos os locais, a propensão é que a prática aumente pelos próximos tempos. Não é algo bem visto pelos clientes, muito menos pelos turistas; entretanto, não há nada na lei que impeça os restaurantes de realizarem esses tipos de cobranças desde que elas estejam bem explícitas para os clientes.

E você, o que acha disso? Acha que os restaurantes estão certos e que a tática deveria ser utilizada no Brasil? Conta para a gente a sua opinião e continue acessando o nosso site para mais conteúdos como este!

Veja mais:

Restaurante mais velho do mundo faz sucesso com forno especial há três séculos. Quanto custa comer lá?
Rio de Janeiro é o maior polo gastronômico do Brasil: tem boteco, comida de rua e restaurantes sofisticados. Veja onde comer!

Temas relacionados