• Entrar
  • Cadastrar
Santo óleo de coco? Polêmica se gordura é saudável ou não chega ao fim

Entenda a polêmica sobre os efeitos do óleo de coco para a saúde e saiba como consumir de maneira correta. 

Óleo de coco é rico em gordura saturada e pode não ser uma opção tão saudável como muitos imaginam. (créditos: Shutterstock) 

O óleo de coco ganhou popularidade nos últimos anos como uma opção saudável para o preparo de alimentos e saladas. Extraído da polpa do fruto, esse óleo vegetal é composto basicamente por gorduras e ácidos graxos. Por isso, apesar de ser promovido como uma gordura do bem, ainda existe uma certa dúvida se o seu consumo é realmente benéfico para o organismo. Pensando nisso, o TudoGostoso procurou saber mais sobre o assunto para descobrir se esse ingrediente é amigo ou vilão da saúde. A resposta vai te surpreender.

Óleo de coco faz bem à saúde?

O óleo de coco costuma ser usado na culinária como substituto para os outros óleos. Queridinho das receitas fitness, muitas pessoas acreditam que o ingrediente promove uma série de benefícios para a saúde, como reduzir o colesterol, controlar os níveis de glicose no sangue e ajudar na perda de peso. Contudo, muitos especialistas em saúde alimentar alegam que essa fama de ser um alimento saudável é um pouco equivocada. Na realidade, o óleo de coco tem quase o mesmo efeito que a gordura animal e manteiga, segundo um relatório recém-publicado pela American Heart Association (Associação Cardíaca Americana).

De acordo com a pesquisa, 82% da gordura no óleo de coco é saturada. O percentual é maior do que da manteiga (63%), da gordura bovina (50%) e da banha de porco (39%). É justamente esse tipo de gordura que contribui para o aumento do colesterol e entupimento das artérias.

Além da AHA, a ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia) também já se manifestou sobre o assunto. De acordo com o órgão, o consumo excessivo do óleo de coco favorece o aumento do colesterol LDL (o colesterol ruim).

Por fim, não existe comprovação de que o óleo de coco ajuda a emagrecer. Embora o corpo queime sua gordura com mais facilidade, ele sozinho não contribui para a perda de peso. É preciso aliar seu uso com a prática de atividade física e uma alimentação balanceada. Aliás, uma colher de óleo de coco fornece 117 calorias, o equivalente a 15 colheres de manteiga.

Devo parar de consumir óleo de coco?

O consumo moderado de óleo de coco não faz mal à saúde. Por ser rico em ácidos graxos, o ingrediente ajuda na absorção das vitaminas A, D e E. Além disso, mesmo sendo uma gordura saturada, ele é de origem vegetal e, por isso, ainda contém antioxidantes. Portanto, se você gosta de óleo de coco, não precisa cortá-lo por completo da sua alimentação. É só evitar o excesso.

Para evitar o uso de óleos e outras gorduras no preparo dos alimentos, o ideal é optar por comidas grelhadas ou cozidas ao vapor. Outra recomendação é evitar frituras, principalmente em imersão. Dê preferência a assadeiras que cozinhem usando a gordura do próprio alimento.

Veja também:

Curiosidades sobre óleo de coco

Mitos sobre alimentação saudável

Temas relacionados