• Entrar
  • Cadastrar
Pedacinho do Norte no coração do Rio de Janeiro: conheça a Roda de Carimbó do restaurante Pescados na Brasa

Pratos típicos e uma festa mensal de carimbó na Zona Norte do Rio. Descubra os detalhes!

Roda de Carimbó atrai pessoas de diversos locais e idades. (Foto: Jéssica Antunes/TudoGostoso)

Você sabia que no Rio de Janeiro existe um lugarzinho especial que proporciona uma verdadeira imersão na cultura do Norte? Estamos falando do Pescados na Brasa, que além de ser um restaurante com diversos pratos típicos nortistas, também promove todos os meses uma grande festa em homenagem ao carimbó e outras manifestações culturais do nosso país.

É claro que o TudoGostoso tinha que conferir de pertinho toda essa festa! Conhecemos a Adriana e o Júnior, donos do restaurante, e eles nos explicaram como tudo começou. Adriana, que nasceu no Maranhão, foi criada no Pará e mora há 12 anos no Rio de Janeiro, nos contou como essa fusão de culturas resultou em um dos eventos mais animados do bairro Riachuelo, na Zona Norte do Rio.

Adriana e Junior começaram o negócio em estacionamento. (Foto: Divulgação)

A história do Pescados na Brasa

O restaurante surgiu de forma modesta, com o foco apenas nos pescados. A ideia era mostrar a culinária do Norte para os cariocas, mas Adriana logo foi tendo mais ideias para trazer ainda mais aspectos culturais. "Por que não juntar tudo o que eu gosto e mostrar para um público que ainda não conhece?", pensou.

Depois de ampliar o seu cardápio com tacacá, vatapá, jambu, açaí e diversos outros quitutes típicos, teve a ideia de trazer a música e a dança locais para animar seu público. No entanto, ela não queria que as pessoas apenas assistissem aos shows e apresentações, mas também participassem. Foi daí que nasceu a Roda de Carimbó.

Saias rodadas floridas tomam conta do salão durante a dança do carimbó. (Foto: Jéssica Antunes/TudoGostoso)

Roda de Carimbó

Com o intuito de criar um ambiente participativo, Adriana passou a trazer a Roda de Carimbó para o Pescados na Brasa. O carimbó é uma dança e gênero musical tradicional da região Norte do Brasil, principalmente no Pará. É uma expressão cultural das comunidades afro-indígenas da região, também com influências europeias.

A música é marcada por ritmos vibrantes e percussivos, com instrumentos como tambores, maracás, cuícas e flautas. Os movimentos da dança são animados e sensuais, envolvendo giros, batidas de pés e movimentos de quadril. O carimbó é mais do que apenas uma forma de entretenimento, é uma manifestação cultural que reflete a identidade e a história do povo paraense, celebrando suas tradições, crenças e valores.

Atualmente, a Roda de Carimbó acontece em todo segundo domingo do mês com muita música, dança em saias rodadas de chita e diversão. É uma verdadeira festa que atrai pessoas de todos os lugares e idades.

"No início eram mais os cariocas curiosos que vinham conhecer, mas agora é bem dividido. Também tem muito paraense, manauara e até paulista", contou. Além de comerem pratos deliciosos, a ideia é que os participantes também caiam na dança e participem, por isso, Adriana disponibiliza saias de carimbó emprestadas para todos aqueles que querem se jogar pela primeira vez.

"Eles se sentem em casa, é um ambiente que representa o mundo que você poderia ter, mesmo longe da sua cidade natal. Eles falam assim 'parece que to no quintal da minha casa', e essa é a ideia: um lugar onde você pode pular, brincar, falar alto, comer com a mão", explica Adriana.

Torcidas do Garantido e Caprichoso celembram juntos no Pescados na Brasa. (Foto: Jéssica Antunes/TudoGostoso)

Mistura cultural no Rio de Janeiro

E quem reserva o domingo para o Pescados na Brasa pode conferir muito mais do que o carimbó. Em abril, quando fizemos nossa visita, fomos premiados com a participação especial das torcidas do Boi-Bumbá. Vimos de pertinho a apresentação dos times Garantido e Caprichoso com toda energia e alegria.

O Boi-Bumbá é uma festa popular amazônica que celebra a lenda do Boi no Festival de Parintins, com duas vertentes principais, o Garantido, representado de vermelho, e o Caprichoso, de azul. Além de ser uma festa de entretenimento, o Boi-Bumbá é uma oportunidade para celebrar a diversidade cultural da região.

No Norte, os estados do Pará e Amazonas até podem ter alguma rixa, mas por aqui, Adriana afirma que há espaço para todos. "O que eu quero é mostrar aqui a cultura do Brasil inteiro", revela. Sua ideia é sempre trazer nas rodas de carimbó fusão da dança típica do Pará com outras representações culturais. Ela planeja trazer o Boi-Bumbá do Maranhão, as torcidas do Remo e Paysandu e muito mais.

Menu degustação conta com miniporções de comidas típicas como tacacá, maniçoba e vatapá. (Foto: Jéssica Antunes/ TudoGostoso)

Pratos do Pescado na Brasa

É claro que não poderíamos perder a oportunidade de experimentar o melhor da cozinha paraense bem aqui na Zona Norte do Rio de Janeiro. O restaurante é a oportunidade perfeita para provar pela primeira vez os pratos típicos, como foi o nosso caso, ou para matar a saudade da comida raiz do Pará.

Experimentamos tudo! Vatapá com bastante camarão, maniçoba, que lembra uma feijoada, tacacá direto da cumbuca, o famoso açaí "salgado", que na verdade é bem neutro e pode ser comido com farinha e camarão e a costela de tambaqui - que estava uma delícia! Me aventurei até em um drink com limão e cachaça de jambu que realmente deixa a boca formigando. Muito interessante!

Se você também quer aproveitar a experiência do Pescados na Brasa, anote o endereço: Vítor Meireles, 92 - Riachuelo, Rio de Janeiro. O restaurante funciona de terça a domingo. Já as rodas de carimbó acontecem em todo segundo domingo do mês. Dica: chegue cedo para conseguir uma boa mesa nos dias de evento!

Veja mais:

Culinária paraense: conheça 10 pratos típicos do Pará

Conheça 5 ingredientes da Amazônia e saiba mais sobre eles

Temas relacionados