• Entrar
  • Cadastrar
Rio Refugia, que celebra a cultura de vários países, tem nova edição no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Com feiras, música e oficinas, 2ª Rio Refugia acontece no próximo domingo (10/12) com entrada gratuita.

Rio Refugia une moda, gastronomia, música e artesanato de diversos locais. (Foto: Hélio Melo/ Sesc Tijuca)

Mergulhar em novas culturas pode ser uma delícia e essa é uma das propostas do Rio Refugia, que acontece neste domingo (10), no Sesc Tijuca, no Rio de Janeiro. A feira gastronômica com pratos de diversos países é irresistível e, além disso, o evento conta com oficinas culturais, moda, artesanato, música e muito mais!

Essa é a segunda edição do Rio Refugia, dessa vez em celebração ao Dia Internacional dos Direitos Humanos. O festival reverencia a luta e as conquistas de pessoas que foram obrigadas a deixar seus países de origem devido a guerras, graves violações de direitos humanos ou perseguições diversas. Veja mais informações sobre o evento abaixo!

Rio refugia une gastronomia, música e artesanato

Que tal experimentar pratos típicos de países como Nigéria, Venezuela, Síria, Colômbia, Haiti e República Democrática do Congo? Certamente essa é uma oportunidade única de desfrutar dos mais variados sabores.

E não para por aí! Também será possível conhecer a criação de artesãos de várias culturas. O evento será embalado por ritmos latinos e de países do continente africano, com apresentações do DJ angolano Joss Dee e show, às 16h30, do Coral Rei, banda formada por congoleses e angolanos.

Quer mais uma boa notícia? O evento é 100% gratuito e acontece das 11h às 18h.

Atividades para crianças e adultos

O Rio Refugia é para a família toda! Em um ambiente acolhedor, diversas atividades serão oferecidas às crianças ao longo do dia, como a oficina de jogos venezuelanos.

Haverá, ainda, oficinas de trança e turbantes (11h às 17h), de dança haitiana (14h às 15h) e oficina de percussão (15h às 16h).

Evento tem grande engajamento do público

Essa será a segunda edição do evento este ano. A primeira aconteceu em junho, no Dia Mundial do Refugiado, e recebeu mais de 2.500 pessoas. É a primeira vez que o evento é realizado duas vezes em um ano, devido a inúmeros pedidos do público e dos produtores.

Além de valorizar a trajetória e potência de pessoas vindas de diversos países, o Rio Refugia é uma oportunidade de conectar os novos habitantes da cidade aos outros moradores do Rio, criando um espaço de integração e trocas culturais. O evento é realizado pela Abraço Cultural, a Feira Chega Junto, o PARES Cáritas e o Sesc RJ, com apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Deslocamento forçado atingiu recorde em 2022

O último relatório Tendências Globais da ONU constatou que, até o final do ano passado, o número de pessoas deslocadas por guerra, perseguição, violência e violações de direitos humanos atingiu o recorde de 108,4 milhões, um aumento de 19,1 milhões em relação ao ano anterior, em decorrência da guerra na Ucrânia, outros conflitos e efeitos das mudanças climáticas. Isso elevou a urgência de uma ação imediata e coletiva para aliviar as causas e o impacto do deslocamento de refugiados.

Veja mais:

Culinária árabe: 7 receitas deliciosas para fazer na sua casa

Muito do borogodó da comida brasileira veio da África: descubra ingredientes e pratos que você jurava que eram do Brasil

Temas relacionados